Portal Pinzón | O seu portal de Pernambuco

Pernambuco - Brasil

Sábado, 26 de Maio 2018.



IPOJUCA

03/01/2018 15:34:11

MPPE cobra fiscalização e cadastramento de bugues em Ipojuca

Recomendação visa evitar riscos de vida dos turistas que contratam o serviço

(FOTO: EMPETUR/DIVULGAÇÃO)

Muitos passeios são realizados na Praia de Porto de Galinhas

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTRANS) de Ipojuca, a fiscalização e o cadastramento dos bugues que atuam na região.

De acordo com o promotor Eduardo Leal, o que se vê, atualmente, é uma falta de controle e uma omissão total do órgão, colocando em risco a vida dos turistas que contratam o serviço.

"Os 'bugueiros' tem transportado os turistas de forma precária e com excesso de gente. O que se vê é um verdadeiro abuso. O que se constatou é que não há nenhum tipo de controle efetivo de como é prestado esse serviço. A verdade é que isso é um surfe ferroviário em uma terra de ninguém", pontuou o promotor.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTRANS) de Ipojuca, tem 30 dias para informar ao MPPE as providências que serão adotados. O prazo passa a valer a partir da publicação em Diário Oficial. A reportagem entrou em contato com a AMTRANS e aguarda retorno.

Pela recomendação do MPPE, a fiscalização precisa de um olhar especial, principalmente, nesse período de alta estação, que vai até fevereiro. "Vemos casos de bugues transportando sete pessoas onde só cabe, no máximo, três passageiros", completou.

O documento foi expedido no dia 21 de dezembro de 2017 e publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (3). A preocupação, segundo Leal, é com a vida dos turistas.

"Na prática, eles transportam essas pessoas sem cinto e sob total omissão da autarquia de trânsito. Isso, infelizmente, é uma prática comum. Essa história de 'com emoção' ou 'sem emoção' representa um risco e isso não deveria ser aceito como normal", afirma, se referindo aos tipos de passeios oferecidos.

De acordo com o Ministério Público de Pernambuco, o cadastramento e fiscalização dos bugues estão previstos no Decreto Municipal número 021/2006. Nele, o serviço é reconhecido como turístico. Para circular, os bugues necessitam estar registrados no Detran como veículos de aluguel e possuir laudo técnico emitido por uma oficina registrada nos órgãos públicos municipais.

Em outro decreto, de número 017/2012, há o limite de 302 bugues habilitados a realizar os passeios em Ipojuca. Porém, para o promotor, a falta de controle é tanta que não se sabe quantos veículos operam, de fato, no município.

"Por não ter esse controle, não sabemos quantos carros desse tipo tem em Ipojuca. A autarquia tem se omitido no controle. Eles precisam passar a fiscalizar de acordo com o Código Nacional de Trânsito", finalizou Leal.

 

Fonte: G1 PE





Comente esta notícia

Indique a um amigo

*Preenchimento obrigatório


© 2000 - 2013. pinzon.com.br | Todos os direitos reservados.

by nuvon | www.nuvon.com.br