Portal Pinzón | O seu portal de Pernambuco

Pernambuco - Brasil

Segunda, 16 de Julho 2018.



ESPORTES

15/05/2018 15:09:42

"Ganhar ou ganhar",diz Sérgio China, técnico do Salgueiro

Técnico destaca necessidade da vitória nos próximos jogos do Carcará na série C

(FOTO: REPRODUÇÃO / TV GRANDE RIO)

Por Emerson Rocha

Lanterna do Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C, com apenas 2 pontos ganhos em cinco partidas, o Salgueiro terá a chance de melhorar sua situação na tabela. Os próximos dois jogos da equipe serão no estádio Cornélio de Barros, no sertão pernambucano. Neste sábado, às 19h, o Carcará recebe o ABC. Na semana seguinte, o rival será a Juazeirense. Para o técnico Sérgio China, a missão do time nesses dois confrontos é uma só.

Tem que ganhar. Não tem alternativa pra gente, é ganhar e ganhar. É o nosso pensamento – enfatiza o treinador.

Vencendo os dois confrontos em casa, fatalmente o Salgueiro sairá da zona do rebaixamento. Para o treinador, as vitórias serão essenciais para dar mais tranquilidade ao time durante o campeonato.

– O que devemos mostrar é muito trabalho, que não tem como a gente não fazer, e tentar resgatar os atletas emocionalmente. Mostro a eles, a gente faz vídeos, fazemos tudo o que está na nossa capacidade, na capacidade do clube, mas tem que ser muito do atleta. Tem que vir de dentro. É aquele negócio: motivacional, por mais que você faça, se o atleta não tiver aquela capacidade de buscar dentro de si para despertar essa condição, ele vai sempre achar que não acredita, que não pode, mas a gente vai continuar tentando. Vamos tentar nessa semana, um jogo de cada vez, tentar vencer. Isso é o que está faltando pra gente, para dar um pouco mais de tranquilidade, como aconteceu na Pré-Copa do Nordeste onde fizemos dois bons jogos.

Sobre as dificuldades enfrentadas pelo clube no Brasileiro, como baixo orçamento e logística de viagens, China destaca que o número reduzido de jogadores no elenco é o maior desafio do Salgueiro.

– Série C, o nível das equipes é outro. O problema, é que quem analisa a competição só vê o resultado. A nossa equipe, com certeza, das 20 equipes é a que tem o menor orçamento, é que tem a logística com mais dificuldades, talvez igual ao Atlético-AC, mas eles têm uma condição de sair, o time está há dois anos jogando junto. Ou seja: eles têm coisas melhores que a gente, como nós temos coisas melhores que eles. Mas, a nossa dificuldade mesmo é ter um plantel muito reduzido. Nós temos 22, 23 jogadores e isso não tem nem como eu mudar de um jogo para o outro determinado atleta que não foi tão bem ou que não está em momento bom, que fisicamente ainda não conseguiu se resgatar ou evoluir, e a gente tem que manter os atletas.

Fonte: Globo Esporte





Comente esta notícia

Indique a um amigo

*Preenchimento obrigatório


© 2000 - 2013. pinzon.com.br | Todos os direitos reservados.

by nuvon | www.nuvon.com.br