Portal Pinzón | O seu portal de Pernambuco

Pernambuco - Brasil

Quarta, 20 de Setembro 2017.



COLUNISTAS

Paiva Netto EscrevePaiva Netto

09/05/2011 02:03:24

Tônus divino da maternidade

Inicio estas linhas pedindo a Maria Santíssima, a Divina Mãe de Jesus, o Cristo Ecumênico, que leve aos corações humanos o sublime conforto do seu espírito materno. É o acolhimento universal que faz brilhar o elevado conceito de família que nos deve reger. E que ampare os povos da Terra, guiando-os na direção da Paz.
Dia das Mães! Quero saudá-las e assim homenagear as mulheres, porque quem forma a pátria são elas. Algumas, que me dão a honra de sua leitura, podem argumentar: “Mas eu não sou mãe”. Não é?! Ora, toda mulher traz dentro de si o tônus divino da maternidade. Quantas não possuem filhos e, no entanto, suas Almas são preenchidas pelo amor de dedicar-se ao próximo ou mesmo a uma Obra como a Legião da Boa Vontade? O que é a LBV senão uma grande mãe?

Mãe, família e nações
Nenhuma instituição estável se sustenta e cresce sem mulheres estáveis, decididas, porque aprenderam a sublimar os seus mais íntimos sofrimentos, transformando-os em significativas realizações em prol da Humanidade, segundo o exemplo de Maria Santíssima.
Aqueles que querem desvalorizar o sentido da família não sabem o que estão fazendo. O clã primitivo foi o primeiro núcleo familiar. Dele se formaram as comunidades e surgiu a sociedade. Como querer o fortalecimento das nações se não respeitarmos as famílias?

“Abominação da desolação no lugar santo”
O leitor Nildo Evaldo da Silva, de Porto Alegre/RS, escreve-me: “Quero parabenizá-lo pelo importante e solidário artigo com o título ‘Abominação da desolação no lugar santo’, publicado em ‘A Tribuna Regional’. Minha família e eu, sensibilizados, nos solidarizamos, acompanhando suas palavras, com as 12 crianças e seus familiares vitimados na triste tragédia de Realengo, Rio de Janeiro/RJ, no dia 7/4. O respeito e o carinho à sagrada pessoa humana e seu Espírito eterno ficaram marcantes nesse artigo. E realmente, como o senhor destacou, esse triste episódio (...) ‘vai convidar-nos, sempre, a uma significativa viagem a certa região sagrada, inóspita para alguns de nós: O íntimo do Ser (...)’, ou seja, o coração. ‘É urgente reeducar!’, sua tese proferida há tanto tempo e sobre a qual muitos começam a refletir, é de suma importância para a Humanidade andar mais depressa e agir com acerto, evitando assim ser vítima da própria ignorância espiritual e do desamor. Muito obrigado pelos excelentes ensinamentos e sua nobre atenção e presença enriquecedora em nossas vidas”.
Grato, Nildo. Cabe a cada cidadão repudiar e neutralizar, também por meio da prece e da providência inteligente, a solerte ação da violência no nosso cotidiano.

José de Paiva Netto é jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

Paiva Netto


© 2000 - 2013. pinzon.com.br | Todos os direitos reservados.

by nuvon | www.nuvon.com.br