Cabo tem saldo positivo na geração de empregos, com a prefeitura atraindo novos investimentos

0
Foto: Jakson Costa PMCSA

O Cabo de Santo Agostinho tem se destacado no Estado, pela instalação de grandes empresas que estão movimentando a economia local

A pandemia da covid-19 trouxe diversos desafios para a população mundial e um deles foi o retrocesso econômico, com o aumento do desemprego e redução de investimento de grande, médio e pequeno porte. Em Pernambuco não foi diferente, mas o cenário vem mudando e o município do Cabo de Santo Agostinho tem se destacado no Estado pela instalação de grandes empresas que estão movimentando a economia local.

Mesmo num cenário difícil, com os desafios impostos pela pandemia da covid-19 na área sanitária e também na vida econômica de todos os brasileiros, o município do Cabo de Santo Agostinho conseguiu atrair investimentos durante o ano de 2021 que, no final das contas, resultou em saldos positivos na geração de emprego da cidade.

A lista de empresas que passaram a investir este ano no Cabo por suas potencialidades logísticas e mercado consumidor é extensa e envolve grupos globais, nacionais e regionais como Assaí Atacadista, MadeiraMadeira, Distribuidora Distac, Grupo Tupan, Brisanet e Amazon. Os bons frutos gerados apenas em um ano da atual administração são apenas o começo. O trabalho de atração de novos investimentos para o município não para e outros grandes players do mercado nacional demonstram intenção de vir para o Cabo, a exemplo do Grupo Mateus, gigante brasileiro do varejo.

Toda essa movimentação econômica gera, na outra ponta, milhares de empregos, que podem ser medidos em números. De acordo com dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), de janeiro a outubro de 2021, o Cabo criou 2.286 novos empregos, num saldo positivo de 12.871 pessoas admitidas, contra 10.585 demitidas. Quando o Ministério do Trabalho, responsável pelo Caged, fechar os números dos 12 meses do ano, a tendência é que esse saldo positivo seja ainda maior.

A prefeitura também articula a instalação de novas empresas de turismo e viagens, setor em que o município tem vocação natural para oferecer serviços e mão de obra. “Reduziremos o ISS da região do Paiva de 5% para 2% para fomentar o setor no município. Com o incentivo, diversos empreendimentos já manifestaram o desejo de se instalarem aqui. Sem contar que o antigo Sheraton Hotels & Resorts está em reforma para abrir as portas com uma nova bandeira”, lembra o prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Keko do Armazém. A prefeitura planeja estender o benefício para todos outros serviços em 2022.

Assueldo de Melo tem 31 anos, é morador da Cohab e está entre os cabenses que conseguiram um emprego em 2021. Ele conta que mora com a esposa e o filho de 8 anos e ficou desempregado com a pandemia. “Na minha casa só eu estava trabalhando e quando perdi o emprego fui até a Agência do Trabalho. Fiz algumas seletivas e fui chamado por quatro empresas, sou muito grato por todo apoio”. Ele foi contratado por uma empresa de logística e, desde março, é operador de Produção no local.

Com o apoio do município, a Agência do Trabalho do Cabo, que também tem a participação dos governos federal e estadual, foi responsável pelo encaminhamento de mais de 6.000 candidatos a vagas de emprego, dos quais mais de 10% conseguiram se integrar à força de trabalho. Com essa performance, a agência de emprego do Cabo está entre as três que mais emplacaram empregos no Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here