Contribuinte reclama de atendimento ineficiente de servidora de Olinda, no Mutirão do Procon-PE

0

Em 07/07/22 estive pela manhã no Mutirão do Procon-PE, na Rua Floriano Peixoto, bairro de São José, no Recife, em busca de resolver uma pendência – três meses (fevereiro, março e abril) em débito do IPTU de Olinda l), por conta de ação de contestação junto à Secretaria Municipal da Fazenda sobre o IPTU/TRSD. A municipalidade passou quase 90 dias para me responder. Vale salientar que os meses de maio, junho e julho estão devidamente quitados.

Para minha surpresa, a pessoa que me atendeu era servidora da Prefeitura de Olinda e não me ajudou, no sentido de emitir um boleto para pagamento à vista, com os três meses pendentes, sem multa e juros. Colocou dificuldades para solucionar o caso. Demonstrou ineficiência. Ou seja, não tinha autonomia, nem poder de solução do problema. Me enviou novamente para Secretaria da Fazenda de Olinda, que também, não aliviou e manteve a multa e os juros. Fui obrigado a quitar a dívida de forma inapelável.

Como contribuinte fui bastante prejudicado pela falta de compreensão, sensibilidade e interesse da servidora de Olinda que estava prestando serviço no Procon-PE. Fez o jogo do patrão, talvez para mostrar serviço e agradar o chefe.

Eu não entendi até hoje, porque ela estava lá, defendendo  simplesmente os interesses de Olinda em detrimento dos contribuintes. Ganância, ambição, visando o lucro, os bens materiais para o patrão olindense. Lamentável. Fica aqui minha indignação e protesto contra essa atitude mesquinha. E tem mais: quando o assunto é IPTU, os órgãos de defesa do consumidor em geral fazem “vista grossa”, desconversam, não agem com eficiência e presteza a favor dos contribuintes.

Chico Carlos é jornalista

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here