Exposição fotográfica registra a força e o cotidiano da mulher do Cabo de Santo Agostinho

0
Foto: Leo Domingos / PMCSA

A exposição dá ênfase à força e à resistência das mulheres que lutam por igualdade, justiça e espaços negados historicamente.

O Centro Municipal Administrativo (CAM1) recebeu nesta segunda-feira (8) a exposição fotográfica “Força e Resistência”. A atividade marca o Mês das Mulheres com a campanha “Mais que rosas, queremos respeito!” que tem como objetivo desconstruir os padrões de violência naturalizados pela sociedade.

A exposição dá ênfase à força e à resistência das mulheres que lutam por igualdade, justiça e espaços negados historicamente. O ensaio foi montado pelo fotógrafo Leonardo Domingos, que traz, na arte da fotografia, o cotidiano das mulheres cabenses.

Foto: Leo Domingos / PMCSA

A noite de homenagem ao Dia das Mulheres também foi marcada por uma projeção nas paredes do galpão da Cone Multimodal às margens da BR- 101 Sul, com os números de denúncias de mulheres vítimas de violência na Cidade do Cabo. O Centro Municipal Administrativo (CAM1) recebeu, além da exposição, uma iluminação em tom lilás que ficará exposta até o dia 15 deste mês. A ação é uma realização da Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, através da Secretaria Executiva da Mulher.

Secretaria Executiva da Mulher no Cabo
No Cabo, a linha de frente no combate ao crime de gênero tem o comando da secretária da Mulher, a psicóloga Walkiria Alves. Ela é uma das profissionais que atuam na gestão e no funcionamento da secretaria e do Centro de referência da Mulher, Maria Purcina. O espaço acolhe e orienta mulheres em situação de violência doméstica e/ou sexista.

“Estamos em processo de reestruturação dos serviços, nosso trabalho é o de maximizar essa proteção, salvar a vidas. Essa ampliação acontece desde os horários de funcionamento, até chegar à equipe de frente. Dessa forma, podemos dar visibilidade a um problema estrutural dentro da sociedade que é a violência contra a mulher. A minha expectativa é que, em breve, nós possamos aumentar os números de denúncias aqui no município, fazendo com que essas mulheres cheguem ao serviço e a sociedade rompa com o silêncio, deixando de lado a omissão e a conivência, Podemos, assim, salvar vidas. Essa transformação de cultura é o nosso verdadeiro objetivo aqui na Cidade do Cabo”, disse a secretária Walkiria Alves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here