Férias: o que se deve levar em conta na revisão do carro antes de viajar?

0

Confira dicas para não sofrer com imprevistos na estrada e os cuidados no transporte com crianças e pets

O início de um novo ano costuma vir acompanhado das tão esperadas férias de verão. Uma das opções para aproveitar o momento é fazer uma viagem em família, diversão que pede cuidados específicos com o carro, a exemplo de uma revisão completa antes de pegar a estrada.

“O primeiro passo é procurar sempre por um local onde os técnicos e mecânicos são treinados com os processos das fábricas ou montadoras e utilizam peças originais, as mesmas utilizadas na linha de produção da fábrica”, alerta Marcos Felipe Lacerda, diretor de pós-vendas do Grupo Parvi. “Em nossas concessionárias, por exemplo, passamos pelos mais rigorosos processos de avaliação para atender ao cliente com o mesmo padrão fabril”.

Durante a revisão, é preciso estar atento ao que se chama de saúde do veículo. Dela fazem parte o cuidado com a troca de óleo, fluidos gerais, sistema de freio e sistema elétrico – como o funcionamento geral e as lâmpadas -, que são fundamentais para o bom desempenho do motor. Outro ponto importante é verificar se os pneus estão em bom estado, alinhados e balanceados, para evitar problemas na estrada.

“É importante também realizar um checkup dos itens de segurança, tais como, pastilhas e discos de freios, alinhamento, balanceamento, motor por completo, entre outros”, acrescenta Lacerda.

CRIANÇAS E PETS

As precauções devem ser ainda mais refinadas ao se preparar para o transporte de crianças, sobretudo os bebês e as crianças menores, e animais de estimação. A recomendação é consultar e estar de acordo com as regras da legislação nacional de trânsito, utilizando os acessórios, sejam eles originais ou homologados por fábrica, quando necessários.

Vale destacar a necessidade de conferir as normas para o transporte dos pequenos de acordo com o peso e a idade. Crianças de até um ano devem viajar a bordo de bebê-conforto devidamente instalado no banco de trás do veículo e de costas para o assento do motorista. Para as de um a quatro anos, a regra é o uso de cadeirinha fixada no banco traseiro, de frente para o motorista. Dos quatro anos de idade em diante, as regras se aplicam com variação de cadeira de elevação e regulação do cinto de segurança.

Para animais, há opções de uso de cestos fixados ao cinto de segurança do carro ou de cintos específicos para os pets. A escolha deve ser feita de acordo com o tamanho e o peso do bichinho.

“KIT DE EMERGÊNCIA”

Por fim, para uma viagem segura de carro, é interessante ter disponível um pequeno “kit de emergência”, que pode ser fundamental em caso de imprevistos.

“O ideal é contar com um seguro adequado”, diz Marcos Felipe Lacerda. “Caso não seja possível no momento, é indicada a reunião de alguns itens, tais como pneu reserva calibrado e de prontidão para uso (estepe); triângulo para sinalização; luzes com pisca sempre em perfeito estado de funcionamento; macaco mecânico; chave de roda e extintor para casos exigidos por lei”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here