Mercado de trabalho em alta para jovens de Igarassu

0

Projeto oferece cursos gratuitos e segue na contramão de pesquisa nacional

A pandemia do novo coronavírus estabeleceu uma instabilidade maior para os jovens, principalmente no que se diz respeito a empregabilidade. De acordo com o estudo da FGV Social, que integra o Atlas das Juventudes, durante a crise sanitária que afetou todo o país, os jovens foram os que mais perderam em termo de renda, com queda de 18% contra 12% da média geral da população. Mas, um projeto em Igarassu, no Grande Recife, tem ido na contramão dessa realidade.

O Ponto Cidadão, conseguiu inserir no mercado de trabalho cerca de 83% dos jovens formados pelo projeto só em 2020. Segundo Roberta Cavalcanti, gestora do projeto, esse resultado foi uma boa surpresa, levando em consideração o período em que ele aconteceu. “Este ano foi preciso uma força tarefa maior para encaminharmos nossos jovens, tendo em vista o momento de pandemia, onde aconteceu um recuo natural na contratação. Porém com ligações telefônicas, divulgação em redes sociais e recomendações positivas devido a nossa formação diferenciada, conseguimos e comemoramos esse resultado positivo”.

Com o foco na abordagem político e psicossocial, o projeto prepara jovens em situação economicamente vulnerável para uma capacitação profissional de qualidade, levando a maioria a atuar em áreas administrativas. Um desses jovens, foi o Rafael Victor, de 19 anos, que hoje atua na área de recursos humanos de uma grande empresa de transportes. “Tive experiências extraordinárias, pude aprender a lidar com os diversos desafios do mercado de trabalho, além de crescer como pessoa em caráter e personalidade”, afirmou.

Outra aluna, que conta como está sendo sua experiência dentro do mercado de trabalho em um período difícil é Brunna Laryssa, de 20 anos. “Em relação a conseguir um emprego em meio a pandemia, eu tenho só gratidão ao apoio desse projeto. Infelizmente, nesse momento, muitas pessoas perderam seus empregos ou estão passando por fases difíceis. Mas, nós tivemos e estamos tendo uma grande oportunidade de crescimento”, explicou Brunna, que hoje trabalha com núcleo de atendimento em operação de uma grande empresa.

O Ponto Cidadão

O projeto, que funciona desde 2004 em Igarassu, tem o foco em educação e preparação de jovens em situação economicamente vulnerável para o mercado de trabalho. O Ponto Cidadão tem como diferenciais a abordagem integral do aluno (político/ psicossocial); promoção da consciência cidadã; cuidado com a qualidade dos relacionamentos; voluntariado empresarial de educadores; programas complementares: e-mentoring, follow up, orientação vocacional, entre outros.

A gestão é colegiada, com foco em resultados, onde o planejamento estratégico é monitorado sistematicamente e tem como empresas gestoras voluntárias a Itamaracá Transportes, a Ágilis Tecnologia em RH, a Ebrasil Energias, o INTG Instituto da Gestão e a TGI Consultoria em Gestão, que contam com uma rede de parceiros para manter a Organização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here