Pernambuco registra menor número de casos graves da Covid-19, desde o início da pandemia

0
Secretário estadual de Saúde, André Longo. (Foto: Douglas Fagner/SEI)

Foram notificados 503 casos de SRAG na última semana epidemiológica, menor número desde março

Desde o final de maio, os principais indicadores da pandemia da Covid-19 em Pernambuco entraram em queda progressiva e sustentada, apontando, ao longo dos últimos meses, baixos patamares e sem expressivas oscilações para cima ou para baixo. E, nesta quinta-feira (19/11), o Estado registrou o menor número de casos graves suspeitos por semana epidemiológica (SE 46) para a doença desde o início da epidemia do novo coronavírus no território pernambucano. Foram 503 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) notificados entre os dias 8 de novembro e o último sábado (14/11).

Quando comparado à semana epidemiológica 45, o número de casos graves suspeitos para a Covid-19 teve queda de 26,5% no Estado. Já na comparação com os últimos 15 dias, a redução foi de 22%. “Podemos dizer, com a análise da semana epidemiológica 46, que se encerrou no sábado passado, que tivemos a melhor semana desde o início da pandemia com relação aos casos de síndrome respiratória aguda grave. A marca de 503 casos registrados é a menor desde a semana epidemiológica 12 (15 a 21 de março), quando se configurava o início da epidemia do novo coronavírus em Pernambuco e quando tivemos 645 registros”, detalhou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O gestor também pontuou a queda dos indicadores da doença nos cálculos das médias móveis – quando se calcula o percentual pelas datas de notificação dos casos e pelo dia de efetiva ocorrência dos óbitos. Nos últimos sete dias, Pernambuco registrou queda de 40,7% na média móvel de óbitos em comparação com 14 dias atrás e de 8,4% nos casos confirmados no mesmo período.

Ainda segundo o secretário estadual de Saúde, os dados epidemiológicos da SE 46 tiveram impacto direto nos indicadores hospitalares, com quedas entre 3,9% e 14%, entre mobilizações para leitos de enfermaria e leitos de terapia intensiva. “Na semana passada, tivemos uma queda de 3,9% nas solicitações por leitos de enfermaria e de 14% em relação aos leitos de UTI. Já na comparação de 15 dias, a queda foi de 5,7% nos pedidos de vagas de enfermaria e de 10% nos pedidos de terapia intensiva”, pontuou.

CAMPANHA – O secretário de Saúde André Longo também apresentou à imprensa a nova campanha do Governo de Pernambuco para conscientizar a população sobre a Covid-19. A partir desta quinta (19/11), as mídias serão transmitidas nas TVs, rádios e portais de internet em todo o Estado. O material também será veiculado em outdoors e backbus.

“Este material reforça o que precisa ser entendido por todos: o vírus continua entre nós e, para que haja contaminação, só é preciso um descuido. Não é o momento de abandonar os cuidados. Manter as mãos sempre limpas, praticar o distanciamento social, evitar aglomerações e usar a máscara corretamente (cobrindo sempre a boca e o nariz), são as únicas formas efetivas de se proteger contra o novo coronavírus. Precisamos da compreensão e do senso de responsabilidade de toda a população. O relaxamento nos cuidados de forma recorrente poderá trazer um aumento na contaminação, gerar novos casos e propiciar mais mortes. Os indicadores registrados nos últimos dias não significam que temos algo a comemorar e que estamos numa situação tranquila. A pandemia ainda não acabou”, alertou André Longo.

EXAMES – Nesta quinta-feira (19/11), Pernambuco chega a marca de 701.052 testes da Covid-19 realizados, entre biologia molecular (RT-PCR), testes rápidos e sorológicos. A marca foi alcançada apenas 20 dias após chegar aos 600 mil exames. Nas últimas 24 horas, foram mais de 5,3 mil amostras processadas, juntando as redes pública e privada.

Anteriormente, foram necessários 25 dias para sair dos 500 mil exames e chegar aos 600 mil. O aumento no processamento das amostras é reflexo da modernização do parque tecnológico do Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) e também da ampliação do público prioritário, já que, atualmente, qualquer pessoa com sintomas gripais, independente de ter um quadro leve ou grave, pode fazer o exame. Os contatos de casos confirmados, mesmo assintomáticos, também podem fazer, além de mulheres entre a 37º e 38º semana de gestação e pessoas em pré-operatório, entre outros.

“Desde o início da pandemia, o Governo de Pernambuco tem trabalhado para dar mais acesso ao público que precisa fazer o exame e vamos continuar qualificando e reforçando a rede enquanto for necessário. Equipamos o Lacen-PE com maquinário moderno e com maior capacidade de análise das amostras biológicas, como também reforçamos o quadro de recursos humanos. Além disso, ampliamos o número de centros de testagem sob gestão estadual ao longo dos últimos meses, duplicando a capacidade do Centro de Convenções e iniciando, na semana passada, o atendimento no Geraldão. Tudo isso reflete no aumento dos exames processados”, pontua o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Dos 701 mil exames feitos no Estado, 341.257 foram de biologia molecular (RT-PCR), considerado padrão-ouro por ter maior sensibilidade para diagnosticar a doença na sua fase aguda, quando há risco de transmissão. Entre os exames moleculares, 55% (187.434) foram processados no Lacen-PE e somando os laboratórios parceiros da rede estadual, o índice sobe para 77% (264.328).

PROFISSIONAIS – Para intensificar a atuação no combate à Covid-19 em Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) nomeou mais 45 sanitaristas aprovados em concurso público. A nomeação foi publicada, nesta quinta-feira (19.11), no Diário Oficial do Estado. Os profissionais irão atuar na Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde (SEVS), em ações diversas, a fim de reforçar as estratégias de controle da doença no território pernambucano.

Desde o início da pandemia, já foram cerca de 3,1 mil profissionais aprovados em concursos públicos chamados para os serviços ligados à SES-PE e para o complexo hospitalar da UPE. Outros 4,9 mil profissionais também foram chamados por meio de seleções públicas simplificadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here