Procura por seguros residencial e automotivo cresce no verão; setor movimenta R$ 248 milhões em Pernambuco

0

Além deles, outros tipos de seguro apresentam perspectiva de crescimento em 2024

Durante o período de verão, é comum as pessoas viajarem com mais frequência. De acordo com levantamento realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o verão de 2024 deve ser o melhor em 13 anos do Brasil, com alta movimentação de turistas pelo país.

Com isso, aumenta também a necessidade de investir em mecanismos para viajar com tranquilidade. Uma das maneiras mais efetivas de garantir a segurança de seus bens durante o verão é a aquisição de seguros: segundo levantamento realizado pela Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), o número de seguros residenciais cresceu 13% no Brasil em 2023.

Somente em Pernambuco, o Sicredi, mais antiga cooperativa de crédito em atuação na América Latina, concedeu mais de R$ 95 mil em seguros residenciais e automotivos ao longo de 2023, e R$ 248 milhões considerando todas as modalidades. Esses dois tipos de produtos estão entre os mais procurados pela população no início do ano, de acordo com Gabriela Nóbrega, analista de desenvolvimento de negócios da Central Sicredi Nordeste.

Para Gabriela, os seguros residenciais e automotivos tornam-se bastante populares nos primeiros meses do ano por serem essenciais para quem quer proteger seu patrimônio enquanto aproveita o período de verão.

“Em situações de necessidade, como no caso de um imprevisto durante uma viagem de férias, muitas apólices oferecem assistência 24 horas para serviços emergenciais”, explica a especialista. “Essa proteção não se restringe apenas à estrutura física da residência, no caso dos seguros residenciais, mas também abrange o conteúdo do imóvel, incluindo móveis, eletrodomésticos e pertences pessoais. O seguro automóvel também oferece proteção em diversas situações, como colisões, furtos, danos causados por intempéries e até mesmo assistência em viagem”, detalha.

Além disso, as mudanças climáticas – que se acentuam durante o verão – representam riscos para os bens materiais.

“Com o aumento das temperaturas, os riscos de incidentes como incêndios, danos causados por quedas de raios, alagamentos e outros imprevistos associados ao verão se tornam mais evidentes”, diz Gabriela. “Portanto, é fundamental considerar a contratação de um seguro que proporcione a devida proteção para que, independentemente de onde estejam, os proprietários possam desfrutar de um descanso sem preocupações excessivas”, acrescenta.

Além dos seguros residenciais e automotivos, outros tipos de seguro também apresentam perspectiva de crescimento em 2024. Conforme o Sindicato das Seguradoras Norte e Nordeste, a região Nordeste deve registrar crescimento de outras quatro carteiras de seguros neste ano: vida, empresarial, responsabilidade civil e garantia – todos oferecidos pelo Sicredi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here