SINREGÁS-PE repudia novo aumento de Gás de Cozinha, em vigor desde a quinta-feira(07)

0

O SINREGÁS-PE, considera mais um aumento abusivo. Em 2020 a Petrobrás aplicou 10 (dez) aumentos, em um período de sete meses, ou seja, de abril a dezembro.

NOTA / SINREGÁS-PE

O Sindicato dos Revendedores de Gás Liquefeito de Petróleo do Estado de Pernambuco (Sinregás-PE) vem a público manifestar o seu repúdio em decorrência do comunicado da Petrobras, sobre um novo aumento de 6% no custo do Gás Liquefeito de Petróleo (Gás de cozinha) a partir desta quinta-feira, 07 de janeiro de 2021.

O SINREGÁS-PE reafirma não concordar com esse aumento no custo do Gás de cozinha, especialmente por não caber nesse momento de pandemia, nenhuma transferência de aumento de custos para os consumidores de gás do Estado de Pernambuco, que já vem sofrendo muito com os constantes aumentos repassados pela Petrobras. Em 2020 a Petrobrás aplicou 10 (dez) aumentos em um período de sete meses, ou seja, de abril a dezembro. O aumento no preço a partir de hoje vale tanto para o GLP vendido a granel quanto em botijões de 13 quilos (P-13).

Reafirmamos aqui a nossa indignação, justamente no momento onde deveríamos unir todos os esforços nesse período de Pandemia para baixar custos, tanto para a sobrevivência comercial das revendas, quanto para não repassar reajustes para a população, pois os constantes aumentos no Gás de Cozinha, é culpa da Petrobras / Distribuidoras e da taxação do Governo do Estado com o Pátio de Triagem, a sociedade recebe mais um aumento abusivo.

SINREGÁS-PE – Sindicato dos Revendedores de Gás Liquefeito de Petróleo no Estado de Pernambuco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here