A FORÇA DA SUPERAÇÃO: Com 17 desfalques pela Covid-19, equipe do Marcílio Dias, vence fora de casa e garante vaga nas oitavas de final da Série D, do Campeonato Brasileiro

0

Marco Gama, superintendente da equipe Catarinense, relata momentos da classificação 

O Marcílio Dias conquistou no último domingo (13) uma classificação heroica na Série D do Campeonato Brasileiro. Com contornos dramáticos antes mesmo da bola rolar para o segundo e decisivo jogo diante da Ferroviária, o clube catarinense se superou. Venceu de virada fora de casa por 2 a 1 e garantiu a vaga nas oitavas de final.

 

O drama começou na quarta-feira (09), quando foram diagnosticados os primeiros casos de Covid-19 na comissão técnica. No fim, 17 pessoas testaram positivo, sendo oito jogadores titulares, além do técnico Waguinho Dias e seu auxiliar.

Marco Gama, superintendente de futebol do Marcílio Dias.

Mas, o que parecia um pesadelo, se tornou um sonho. O superintendente de futebol do Marcílio Dias, Marco Gama, relatou como foram os dias que antecederam o jogo decisivo. “Desde a saída dos resultados da testagem da Covid-19, onde fomos perdendo membros da comissão e do apoio, imaginávamos que não seria diferente com os atletas. Ao saírem os resultados e darmos conta de que um surto havia assolado nosso ambiente, imediatamente através do nosso diretor médico e nosso diretor jurídico, buscamos contato com a CBF para saber se algo poderia ser feito. Porém, com a iminente possibilidade de termos que dar sequência na preparação para a decisão, remontamos a comissão técnica com profissionais que fazem parte da nossa estrutura, mas, atuam em outras áreas. E assim, iniciamos um processo de motivação, pregando que era possível, que na adversidade aparecem as oportunidades e foi o que ocorreu. Outros atletas que estavam se recuperando da Covid, alguns com poucas oportunidades durante a competição, foram oportunizados, mostraram a força do nosso grupo e fizeram uma partida irretocável que nos garantiu nas oitavas de final, mesmo jogando diante de uma equipe muito forte, que era candidata ao acesso”, revelou o jovem profissional de 34 anos, natural de São Paulo.

Na próxima fase, o Marcílio Dias encara o Goianésia. O primeiro, dos dois confrontos, acontece neste sábado (19), às 16h, em Santa Catarina. “Com toda humildade possível, sempre acreditamos na vitória e classificação, até porque vejo que temos um grupo qualificado. Mas os 90 minutos produzem muitas emoções e ao final da partida a emoção tomou conta, o vestiário estava em festa e, diante das circunstâncias, teve um gosto especial. Nosso grupo foi guerreiro, se impuseram e levaram a alegria para nossos torcedores e toda a cidade de Itajaí. Toda essa alegria do torcedor e da nossa cidade é explicada pelo fato do Marcílio Dias nunca ter passado da primeira fase e hoje já posicionamos o clube entre os 16 melhores da divisão. Sabemos que não conquistamos nada, temos um adversário dificílimo já no próximo final de semana e sabemos que a entrega precisará ser ainda maior, para que seja possível dar mais esse passo”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here