Cabo faz operação para inibir abusos em festas clandestinas, no meio das ruas

0

A operação contou com a participação de 100 homens  da Guarda Municipal, Polícia Civil, Polícia Militar,  Detran (realizando bloqueios da Lei Seca), gerências da SMDS e do Controle Urbano, além de técnicos das operadoras telefônicas

A Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, por intermédio da Secretaria Municipal de Defesa Social (SMDS), realizou, durante todo o final de semana, uma operação conjunta com forças de segurança do Estado e empresas de telefonia para inibir a perturbação do sossego e a realização de festas clandestinas no meio da rua.

Segundo o secretário Pablo de Carvalho, a Operação Corrente reuniu a guarda e as polícias para realizarem rondas preventivas e fiscalizações contra o uso dos chamados paredões, equipamentos de som geralmente instalados em carros e utilizados ao ar livre.

A operação contou com a participação de 100 homens  da Guarda Municipal, Polícia Civil, Polícia Militar,  Detran (realizando bloqueios da Lei Seca), gerências da SMDS e do Controle Urbano, além de técnicos das operadoras telefônicas.

As equipes foram distribuídas pela Praia de Gaibu e Suape, Centro do Cabo, Torrinha e Rua 55. Este tipo de operação é inédita na cidade.

“O nosso objetivo é garantir a segurança e tranquilidade da população do Cabo de Santo Agostinho. Isso só mostra a seriedade que o Prefeito Keko do Armazém vem tratando a segurança no município”, disse o responsável pela SMDS.

“Infelizmente, na semana passada, tivemos um episódio crítico em Gaibu. Estamos tomando esse tipo de medida para que cenas como aquela não se repitam. Gostaria de agradecer a integração de todos que participaram da operação. Foi só o início, vamos atuar sempre de maneira pacífica, mas com muita responsabilidade, para que a ordem seja restabelecida no Cabo de Santo Agostinho”, afirmou Pablo de Carvalho.

Durante a ação foram feitas 1020 abordagens, 15 notificações, duas  remoções, seis CNHs recolhidas, um flagrante Maria da Penha, um estabelecimento comercial multado e um som apreendido. Ninguém foi preso. O material recolhido foi enviado para a sede do Detran, no Recife.

A ação foi elogiada e recebida de maneira positiva pelos moradores. Entre eles Katy Kelly, comerciante de Suape. “Muito bom mesmo. Estamos precisando muito disso aqui na praia de Suape, não tínhamos tranquilidade”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here