Em visita ao Moinho Recife, João Campos destaca parceria com investidores privados

0
Foto: Rodolfo Loepert - PCR

De olho na geração de emprego e renda para os recifenses, gestor municipal colocou gestão à disposição para discutir o destravamento de processos junto à iniciativa privada. Cidade também irá ganhar um escritório de gestão do Bairro do Recife

A geração de emprego e renda em parcerias com o setor privado foi o tom da visita que o prefeito João Campos promoveu nesta sexta-feira (29) às obras do Moinho Recife Business & Life, empreendimento multiuso que receberá investimentos da ordem de R$ 80 milhões e que já está em obras há seis meses. Na ocasião o gestor reafirmou seu compromisso de colocar a Prefeitura à disposição da iniciativa privada para garantir mais desburocratização e empreender agilidade nos procedimentos relativos aos licenciamentos necessários para a construção na capital pernambucana.

Foto: Rodolfo Loepert – PCR

Desativado desde 2009, o Moinho Recife está sendo totalmente recuperado, mantendo as características originais do imóvel, que começou a funcionar há mais de 100 anos. A expectativa é que sejam gerados de 800 a mil empregos diretos e indiretos durante a construção; e 2,4 mil empregos quando o complexo estiver concluído. Durante a visita, o prefeito também informou que, ainda no primeiro trimestre deste ano, vai montar um escritório de gestão do Bairro do Recife.

Foto: Rodolfo Loepert – PCR

“Aqui é um grande equipamento que o Recife vai ganhar nos próximos anos, com uso misto, com áreas de lazer, áreas para moradia, no Bairro do Recife. Isso é um passo importante que a cidade vai dar. A gente veio conversar, a Prefeitura pode dialogar com os investidores, e ver como a gente pode impulsionar o projeto, acelerar, e garantir que o Recife possa ganhar esse importante empreendimento no coração da nossa cidade, no Bairro do Recife”, comentou o gestor municipal, reconhecendo a importância do empreendimento para o desenvolvimento econômico da capital pernambucana.

Foto: Rodolfo Loepert – PCR

“Aqui a gente também reafirmou o compromisso de lançar um escritório de gestão do Bairro do Recife que estará funcionando já nos primeiros três meses da nossa gestão. Então, a gente tem que sempre fazer parceria para garantir que quem sai ganhando é o Recife, é a nossa cidade, o nosso Bairro do Recife”, destacou João Campos. A notícia foi bem recebida pelos sócios e gestores do empreendimento. “Nós, do Moinho Recife, recebemos com muito entusiasmo o anúncio de que o bairro do Recife ganhará um núcleo de gestão exclusivo, para cuidar dessa região tão querida pelos recifenses”, pontuou Renata Moura, membro do Comitê Executivo do empreendimento.

Foto: Rodolfo Loepert – PCR

A proposta é de recuperação total do antigo moinho, uma área de quase 53 mil m², seguindo o conceito Retrofit, ou seja: a modernização de áreas antigas com a preservação de características da construção original. Algumas das peças e equipamentos do local serão reutilizados, como os antigos moinhos, que se tornarão luminárias. A primeira etapa do projeto consiste na construção dos espaços corporativos e do estacionamento e deve ficar pronta no início do segundo semestre de 2022.

Foto: Rodolfo Loepert – PCR

“Contar com o apoio da Prefeitura é essencial no desenvolvimento desse empreendimento, com oferta de espaços e serviços inovadores e que contribuirá para a transformação do bairro e para ser ponte para o futuro de nossa cidade”, comentou Victor Tavares de Melo, que também compõe o Comitê Executivo do Moinho Recife.

Foto: Rodolfo Loepert – PCR

Os imóveis, que processavam toneladas de trigo, vão abrigar espaços corporativos com vários serviços associados, Coliving com 112 apartamentos residenciais de 43, 61 e 89 metros quadrados, e um hotel com 84 apartamentos. O Moinho Recife Business & Life terá em sua composição também um mall com até 14 lojas e um Rooftop com praça elevada, mirante e telhado verde, além de um estacionamento com 595 vagas rotativas.

Foto: Rodolfo Loepert – PCR

Além disso, o projeto prevê central de ar condicionado, grupos geradores, reaproveitamento de água, bicicletário, e jardins integrados com as ruas. Ao todo, o complexo multiuso abrigará 52 mil m² distribuídos em seis blocos, ocupando a estrutura física existente do antigo Moinho Recife, contando ainda com hotel e apartamentos residenciais nas etapas seguintes.

O prefeito João Campos e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife, Rafael Dubeux, foram recebidos pelos sócios do empreendimento Roberto Tavares de Melo e Pedro Ivo Moura. Além dos membros do Comitê Executivo do Moinho Recife Victor Tavares de Melo e Renata Moura e do executivo da Revitalis, Fabian Bezerra. Também faz parte do Comitê, Vinicio Tavares de Melo, que não pode acompanhar a visita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here