Prefeitura do Recife leva “CadÚnico nos Bairros”, à Comunidade Irmã Dorothy, na Imbiribeira

0

Ação é realizada desde fevereiro e já atendeu mais de 14 mil famílias nos bairros e comunidades

Com o objetivo de promover um atendimento descentralizado de inclusão e atualização do Cadastro Único para Programas Sociais, a Prefeitura do Recife leva a ação “CadÚnico nos Bairros” à comunidade Irmã Dorothy, na Imbiribeira. Promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Juventude e Políticas sobre Drogas, a ação começou na terça-feira(14) e segue até a próxima sexta-feira(17), das 9h às 15h. Uma unidade móvel está estacionada na entrada da comunidade, após a Cachaçaria Carvalheira, na Avenida Sul.

Desde o início do serviço itinerante do CadÚnico nos Bairros, em fevereiro deste ano, mais de 1.400 famílias já aproveitaram a oportunidade para atualizar ou se inscrever no Cadastro Único. “O principal objetivo da ação é chegar nas comunidades e atender à demanda da população mais vulnerável, que têm dificuldades de se dirigir aos demais equipamentos da Assistência Social do Recife que realizam esse serviço, como os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS)”, reforça a coordenadora do Cadastro Único do Recife, Anália Adriano.

Para realizar a inscrição no CadÚnico, não é necessário o comparecimento de todos os integrantes do núcleo familiar. A partir dos 16 anos, a pessoa pode ser o Representante Familiar (RF) e levar os respectivos documentos de todas as outras pessoas que moram na casa. O responsável pelo núcleo familiar deverá comparecer à entrevista em posse de CPF ou Título de Eleitor. Além desses, também é ideal levar certidão de nascimento, ou certidão de casamento, ou carteira de identidade (RG), ou carteira de trabalho.

É importante lembrar que devem ser levados os documentos de todas as pessoas que moram na mesma casa, independente de vínculos sanguíneos. Outros documentos importantes são: comprovante de endereço; comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens até 17 anos. Caso não tenha comprovante da escola, pode ser levado o nome da escola de cada criança ou jovem.

Podem se inscrever no Cadastro Único as famílias que possuem renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50); as que possuem renda mensal total de até três vezes o valor do salário mínimo (R$ 3.135,00); ou se estiverem em situação de rua, mesmo que seja uma pessoa sozinha.

CADASTRO ÚNICO – O Cadastro Único para Programas Sociais é um banco de dados gerenciado pelo Governo Federal e atualizado pelas Prefeituras que reúne informações sobre quem são e como vivem as famílias de baixa renda no Brasil. Ao se inscrever ou atualizar seus dados no Cadastro Único, o cidadão pode tentar participar de vários programas sociais do Governo Federal, como, por exemplo, o Programa Auxílio Brasil. Cada programa tem uma exigência diferente, mas o primeiro passo é sempre ter a inscrição no CadÚnico atualizada.

SERVIÇO:

Ação CadÚnico nos Bairros leva o serviço de inscrição e atualização do Cadastro Único à Comunidade Irmã Dorothy

Quando: De 14 a 17 de dezembro, das 9h às 15h.

Onde: Avenida Sul, 119. Um ônibus está estacionado na entrada da Comunidade Irmã Dorothy, que fica após a Cachaçaria Carvalheira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here