Professores municipais do Paulista, fazem carreata em defesa do FUNDEF

0
Foto: ABBC/SINPROP

Ação promovida pelo Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino do Município(SINPROP), visa  ampliar a sensibilização política do Prefeito Júnior Matuto, com relação à aplicação correta e rateio dos valores do Fundo, que chegaram aos cofres da Prefeitura em julho desse ano, superior a R$ 64 milhões.

Os professores do Paulista realizaram na manhã desta quinta-feira, 15, dia do professor, uma  grande carreata pelas ruas da cidade, em defesa do FUNDEF. A carreata, promovida pelo Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino do Município do Paulista (SINPROP), teve concentração logo cedo e saiu às ruas por volta das 10h, após um café da manhã em comemoração ao dia da categoria  em frente a sede do sindicato.

Foto: ABBC/SINPROP

“O ato é uma homenagem aos docentes municipais e uma ação que visa  ampliar a sensibilização política do nosso Prefeito, Júnior Matuto, à aplicação correta e rateio dos valores do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF), que chegaram aos cofres da Prefeitura do Paulista no dia 07/07/2020, superior a 64 MILHÕES, oriundo dos precatórios do FUNDEF, referentes às ações movidas por municípios contra a União entre os anos de 1998 a 2006”, pontuou o Presidente do SINPROP, Gilberto Sabino.

Esse montante do FUNDEF é originário de um erro de cálculo que prejudicou os professores e toda comunidade escolar durante as gestões dos Presidentes da República Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, fazendo com que todos que integram a educação fossem prejudicados por conta de um repasse menor do que era devido na época. Dos valores do FUNDEF  seria destinado  40% para a qualidade do ensino público municipal e 60% para os professores desta Rede Municipal de Ensino, como determina a Lei nº 9424/1996.

O  SINPROP  está acompanhando para que 60% dos recursos do FUNDEF, que estão depositados nos cofres da prefeitura, sejam rateados entre os professores da educação básica da Rede Pública Municipal. Até hoje este direito ainda  não foi efetivado pelo prefeito na cidade do Paulista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here