Profissionais de Enfermagem realizam carreata, “velório” simbólico e protesto no Recife e no interior

0
Recife

Paralisação que ocorreu nesta quarta (30), defende a aprovação do Projeto de Lei 2564 no Senado e diálogo do Governo de Pernambuco com as entidades sindicais

Nesta quarta-feira (30/06), Auxiliares e Técnicos de Enfermagem e Enfermeiros de Pernambuco aderiram à paralisação nacional em defesa da aprovação do Projeto de Lei 2564/2020, que estabelece o piso salarial e a carga horária de 30h semanais da enfermagem, para seja colocado em votação no Senado.  Foram realizados atos no Recife e no interior.

Recife

Na capital pernambucana, mais de 300 veículos participaram de uma carreata que saiu em frente ao Classic Hall, em Olinda. Em seguida, percorreram pela Avenida Agamenon Magalhães. A primeira parada aconteceu em frente ao Hospital da Restauração. Os manifestantes fizeram uma oração em homenagem aos mais de 500 mil mortos no Brasil por Covid-19 e, também, em lembrança aos trabalhadores da saúde que perderam suas vidas.

Recife

Em frente ao Hospital Português, foi realizado um “velório” simbólico do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), que até o momento não declarou apoio favorável ao projeto e também do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), por se negar a colocar o PL em votação. A carreata encerrou com um protesto na Avenida Antônio de Góes, em frente à Secretaria Estadual de Administração (SAD), no Pina.

Recife
Recife

Na ocasião, o Fórum das Entidades da Enfermagem de Pernambuco entregou um documento com as pautas de reivindicações das categorias aos representantes da secretaria estadual, como a implantação da insalubridade em grau máximo (40%), revisão do Plano de Cargos e Carreiras, retirada do 11º plantão e reajuste salarial. O salário base dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem da rede estadual é de R$ 774, menor que o salário mínimo e está sem reajuste há mais de 10 anos.

Ao final da reunião com a equipe da SAD, será marcada uma agenda para a realização de uma mesa específica de negociação com o Sindicato Profissional dos Auxiliares de Pernambuco (Satenpe). “O movimento está em conjunto com a paralisação nacional da enfermagem em defesa da aprovação do PL 2564. No Estado, continuaremos na luta para que o governo Paulo Câmara apresente uma proposta de resolutividade da pauta apresentada”, ressaltou o presidente do Satenpe, Francis Herbert.

Presidente do Satenpe, Francis Herbert (Recife).

O fórum é formado pelo Sindicato Profissional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem de Pernambuco (Satenpe), Sindicato dos Enfermeiros no Estado de Pernambuco (Seepe), Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Coren-PE) e Associação Brasileira de Enfermagem – seção PE (Aben).

INTERIOR –Além da capital pernambucana, também foram realizadas mobilizações em alguns municípios do interior: Garanhuns, Petrolina, Serra Talhada, Arcoverde, Limoeiro, Afogados da Ingazeira, Jurema e Caruru.

Afogados da Ingazeira
Caruaru
Petrolina

 

RELATORIA – A atividade contou com a participação de lideranças políticas que declararam ser justa a reivindicação dos profissionais da enfermagem. Estiveram presentes os vereadores do Recife Ivan Morais (PSOL), Dani Portela (PSOL) e Tadeu Calheiros (Podemos), além do vereador de Ribeirão, Lêimisson Cravo (Republicanos) . O ato também contou com os deputados estaduais João Paulo (PCdoB) e o mandato coletivo Juntas (PSOL).

Já o deputado federal Túlio Gadelha (PDT) disse estar aguardando ansiosamente a chegada do Projeto de Lei 2564 à Câmara Federal. Segundo ele, já solicitou ao presidente da Câmara Federal Arthur Lira (PP), a relatoria do projeto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here