Prova de vida do INSS volta a ser obrigatória a aposentados e pensionistas

0
Atualização de cadastro também pode ser feita pela pela internet, via Meu INSS

Em fevereiro, pagamento pode ser bloqueado. Saiba como não perder seu benefício. Há cerca de 3,3 milhões de segurados no país com pendência com a Previdência

A partir de fevereiro deste ano, os segurados do INSS que não realizarem a prova de vida do ano passado correm o risco de ter o benefício bloqueado, suspenso ou até mesmo cancelado. Essa atualização é necessária para confirmar que os beneficiários estão vivos, garantir que os pagamentos continuem sendo feitos e também evitar fraudes. Até então, a obrigatoriedade estava suspensa devido à pandemia da Covid-19, mas, em 31 de dezembro de 2021, voltou a valer.

Segundo o advogado especialista em Direito Previdenciário, Almir Reis, é necessário que a prova de vida seja regularizada de acordo com o calendário estabelecido pelo INSS – vai de 28 de fevereiro até 30 de junho de 2022. Hoje, há cerca de 3,3 milhões de beneficiários no país com pendência de atualização.

Almir Reis é especialista em Direito Previdenciário

Como fazer?

De acordo com Almir, a atualização de cadastro é simples e pode ser realizada em caixas eletrônicos e agências bancárias. Outra opção é de maneira digital. Quem possui biometria facial cadastrada do Departamento Estadual  de Trânsito (Detran) ou Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode acessar o aplicativo Meu INSS e inserir as informações. No caso de cancelamento, o segurado terá que ligar para a central 135 e agendar o serviço de reativação de benefício.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here