Recife ganhará a Casa da Solidariedade, o primeiro “Shopping Social” do Brasil

0
Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Novo equipamento abrigará iniciativas como o Transforma Recife, Porto Social e ONG Novo Jeito,  e terá loja colaborativa para empreendedores sociais

O Recife terá endereço certo para a solidariedade. A Rua do Bom Jesus vai abrigar a Casa da Solidariedade, iniciativa que tem a parceria da Prefeitura do Recife, e outros projetos como o Porto Social, a encubadora de empreendedorismo social do município, a ONG Novo Jeito, o Transforma Brasil, o Transforma Recife. O prefeito Geraldo Julio visitou o imóvel onde funcionará o que está sendo considerado o primeiro “shopping de empreendedorismo social” do Brasil nesta segunda (21), quando foram iniciados os trabalhos para a transformação do casarão cedido pela Prefeitura do Recife para o equipamento. O espaço ainda contará com uma alameda de serviços, entretenimento e alimentação.

Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

“A Casa da Solidariedade nasce aqui na rua do Bom Jesus, uma das ruas mais bonitas do mundo. Aqui vamos colocar o Porto Social, o Transforma Recife, o Quero Impactar e tantas outras iniciativas. Hoje, o Porto Social já chega a 350 projetos de empreendedorismo social encubados e aqui, com certeza, irá multiplicar. A soma de esforços com parceiros privados vai reformar e estruturar todo o prédio para o funcionamento de todas essas instituições de solidariedade da nossa cidade”, afirmou o prefeito Geraldo Julio.

“Hoje, nós damos o pontapé para o nascimento do que estamos chamando, como conceito, do primeiro shopping social do país: a Casa da Solidariedade, a casa do empreendedorismo social que irá ajudar iniciativas sociais e novas ideias. Eu vejo que esse prédio, cedido pela Prefeitura, para esse ecossistema venha fortalecer a vocação da cidade, a vocação de uma cidade solidária, generosa e inovadora. Uma cidade que vê os problemas, mas que está muito focada na solução desses problemas”, disse o empreendedor social Fábio Silva.

O prédio tem dois mil metros quadrados. Depois de pronta, a Casa da Solidariedade terá ainda biblioteca, espaço coworking, e cafeteria, além de uma loja para comercialização de objetos de arte e peças artesanais produzidos pelas organizações beneficiadas. Além disso, o projeto de reforma do prédio prevê a abertura de um corredor de pedestres por dentro do imóvel, entre a rua do bom Jesus e a rua Domingos José Martins, ampliando os espaços de convivência e conexões do Bairro do Recife.

Os parceiros privados da Casa da Solidariedade são o escritório Romero Duarte & Arquitetos, que assina a reforma do prédio e a construtora Moura Dubeux assumiu as obras. A parceria se estende a outras empresas como a Tintas Iquine e o grupo Neoenergia que se unem ao propósito de contribuir com a sociedade de forma ativa e inovadora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here