Semana do Bebê do Recife oferece mais de 200 ações até domingo (30)

0
Foto: Rodolfo Loepert/ PCR Imagem

“Recife: uma cidade com atitude desde a primeira infância” é o tema do evento que tem mais de 200 ações programadas entre até 30 de maio. Prefeito João Campos fez a abertura da Semana, na manhã desta segunda (24), no Centro de Formação de Educadores Professor Paulo Freire

Com mais de 200 ações programadas entre hoje (24) e domingo (30), a Prefeitura do Recife, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), promove a VII Semana do Bebê. “Recife: uma cidade com atitude desde a primeira infância” é o tema desta edição, que ressalta o olhar especial da capital pernambucana para o tema. A Semana do Bebê tem o objetivo de reforçar a importância das ações, projetos e programas voltados para a primeira infância, faixa etária que vai do nascimento aos seis anos de idade. Devido à pandemia da covid-19, a ação traz uma programação híbrida – com ações virtuais e presenciais. O prefeito João Campos participou da cerimônia de abertura que aconteceu na manhã desta segunda-feira (24), no Centro de Formação de Educadores Professor Paulo Freire, na Torre, e foi transmitida pelo canal oficial da Prefeitura do Recife no YouTube (https://www.youtube.com/user/prefrecife).

“Hoje a gente dá início a mais uma Semana do Bebê. São mais de 200 atividades que vão ocorrer em toda a cidade, com diversas modalidades, sempre trazendo a valorização da primeira infância. Esse período da vida, quando a gente tem toda a formação cognitiva, tem uma importância muito grande para o que vai ser a caminhada da vida depois da primeira infância. A gente traz aqui a responsabilidade, com atividades multissetoriais, várias Secretarias participando, com o Unicef, trazendo para a nossa cidade a valorização da criança, do bebê, da Primeira Infância”, comentou João Campos. “Nós temos ações em várias Secretarias, mas quero destacar a nossa expansão em relação ao número de creches. Durante o período eleitoral a gente firmou o compromisso de duplicar as vagas de creche em nossa cidade e nós já estamos prontos para lançar esse plano e fazer essa expansão. Lembrando que é fundamental a gente garantir educação de qualidade para as crianças, sobretudo no Brasil, onde há um subfinanciamento da educação básica e um déficit de creches muito grande, são mais de 2 milhões de vagas de creche que faltam no Brasil inteiro”, acrescentou ele.

A programação da abertura da VII Semana do Bebê contou ainda com a participação de Márcia Machado, enfermeira, pesquisadora e professora associada da Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará e pós-doutora em Saúde Pública (Harvard), que ministrou a palestra “Atitudes que influenciam no desenvolvimento infantil”. A secretária de Saúde do Recife Luciana Albuquerque fez um resgate da história da Semana do Bebê e lembrou: “a Semana do Bebê é uma importante estratégia de mobilização social em favor da primeira infância. O grande objetivo é fortalecer as ações já realizadas na Prefeitura do Recife em relação ao cuidado, à promoção da saúde, à prevenção de doenças e à atenção a crianças em vários setores no que se refere à saúde, educação, desenvolvimento social e direitos humanos”.

Já Dennis Larsen, coordenador do UNICEF para o Semiárido, no Brasil, falou que sentia muito orgulho e alegria de atuar no Recife. Na ocasião, ele ressaltou que a atenção à primeira infância faz parte dos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. “Até 2030, todas as crianças do mundo, inclusive do Recife, deverão ter acesso aos serviços para primeira infância como educação e nutrição. Para isso, nenhuma criança pode ficar para trás, é preciso sempre estar analisando quem são as crianças mais vulneráveis, onde se encontram, em termos de pobreza, em termos de doenças, como as doenças raras; as mais vulneráveis precisam ter apoio primeiro. A Semana do Bebê está trazendo todos os secretários para colaborarem”, disse ele.

De acordo com a vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão, não há como pensar na primeira infância, sem pensar na questão de gênero também. “Não há como tratar da primeira infância, sem falar da mulher que vai gestar, vai parir, amamentar e cuidar. Tenho falado na economia do cuidado porque esse tema precisa sair da sombra e vir à tona para que haja uma discussão equilibrada em relação à questão de gênero. Temos que oferecer cuidado para quem cuida”, pontuou.

Na programação estão previstos ainda vídeos; lives; webinários; debates; inauguração do laboratório de formação da primeira infância e uma série de posts especiais nas redes sociais. Todas as ações poderão ser conferidas nos canais oficiais da Prefeitura do Recife, do Unicef e dos parceiros no YouTube e no Instagram. A programação completa da VII Semana do Bebê está disponível no site semanadobebe.recife.pe.gov.br.

Estratégia de mobilização social, a Semana do Bebê, que conta com o apoio de parceiros dos setores público e privado e fortalece as iniciativas realizadas no município referentes ao cuidado, promoção, prevenção e assistência à criança. No Recife, a ação se dedica a desenvolver uma semana especial de atividades para chamar a atenção sobre a primeira infância no âmbito da educação, saúde, assistência social, direitos humanos, entre outras áreas. Instituído em Lei, o evento surge como uma oportunidade de resgatar o afeto e os elos familiares e sociais, como estimuladores do desenvolvimento infantil.

Para realizar a Semana do Bebê e orientar as políticas públicas para a primeira infância, a Prefeitura do Recife conta também com o apoio e coordenação da Fundação Bernard Van Leer e Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, duas importantes instituições que são referências mundiais sobre a temática. A Organização de Estados Ibero-americanos (OEI) também faz parte desse conjunto de apoiadores.

O tema da atual edição da Semana do Bebê visa o desenvolvimento infantil, mas reforça a necessidade de fortalecer as competências familiares e municipais para garantir o cuidado integral e integrado à criança. Ou seja, garantir atenção qualificada, buscando assegurar os direitos fundamentais à vida, saúde, educação, proteção, moradia com qualidade e em um ambiente que acolha também as suas necessidades de lazer, possibilitando o desenvolvimento pleno da criança.

E quando se fala em atenção integral é preciso considerar também a importância da inclusão de crianças com deficiências e doenças raras. Nesses tempos de pandemia, apesar de não serem as maiores afetadas diretamente pelo coronavírus, as crianças são as principais vítimas ocultas. Foram privadas da convivência social, por muito tempo das escolas e de outros importantes espaços. Buscando reduzir o impacto nas crianças, adolescentes e suas famílias, a Prefeitura do Recife e o UNICEF têm atuado para contribuir com a continuidade de serviços essenciais – mesmo durante esse momento. Esse tema estará presente em diversos momentos da programação da Semana do Bebê, lembrando que esses serviços devem continuar a ser disponibilizados e são ainda mais importantes nesse período.

Alguns destaques da programação – A VII Semana do Bebê do Recife contará com uma programação diversificada. São mais de 200 ações entre palestras; webinários; lives; inaugurações; visitas; oficinas; entre outros. Além da palestra com a “Atitudes que influenciam no desenvolvimento infantil”, que será ministrada pela enfermeira, pesquisadora e professora associada da Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará e pós-doutora em Saúde Pública (Harvard), Márcia Machado, a abertura do evento, nesta segunda-feira (24), contemplará também a inauguração do Laboratório de Formação da Primeira Infância, localizado na Escola de Formação de Educadores do Recife Professor Paulo Freire, no bairro da Madalena.

Alguns webinários prometem ser bastante concorridos: “A Primeira Infância como prioridade absoluta”; e “A Primeira Infância começa na gestação: entendendo os aspectos físicos e psicológicos desta transformação”, ambas na segunda (24), às 16h e 19h, respectivamente. Esta última mediada pela vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão. A gestora, inclusive, mediará outras discussões ao longo da semana.

A programação da VII Semana do Bebê do Recife contará ainda com a oficina do Programa Brinqueducar com usuárias do Mãe Coruja, que será realizada na terça (25), às 9h, no Compaz Eduardo Campos; exposição fotográfica “Parteiras: um mundo pelas mãos”, também terça (25), no Compaz Dom Helder; ainda na terça (25), será inaugurado o Espaço Mãe Coruja Romildo Gomes, localizado atrás do Geraldão, no bairro da Imbiribeira.

Discussões sobre aleitamento materno, nutrição e continuidade dos serviços em tempos de pandemia; práticas de relaxamento para gestantes; contação de histórias; atividades lúdicas; rodas de conversa e atividades na ciclofaixa da cidade do Recife completam a programação da ação.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here