UFPE fará teste de Covid-19 que detecta vírus e anticorpos pela saliva

0
Equipe do Nupit integra grupo de instituições que testa o exame.(Foto: Divulgação)

O Covid-Expres está sendo testado em 12 universidades brasileiras e foi desenvolvido numa parceria entre a UFU), MCTI e a ImunoScan/Biogenetics

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) está participando de um estudo para validação de um teste que detecta o coronavírus e os anticorpos pela saliva. Rápido, preciso, sustentável e de baixo custo, o exame batizado de Covid-Expres está sendo testado em 12 universidades brasileiras e foi desenvolvido numa parceria entre a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e a empresa ImunoScan/Biogenetics.

Na UFPE, a análise de eficácia está sendo feita pelo Núcleo de Pesquisa em Inovação Terapêutica Suely Galdino (Nupit SG). O teste biofotônico faz uso de uma técnica que vem sendo desenvolvida para o diagnóstico de outras doenças, a exemplo de dengue, zika e câncer. O Covid-Expres utiliza um laser de luz infravermelha e inteligência artificial para analisar a saliva e detectar a presença do vírus Sars-CoV-2 e de anticorpos. O projeto contou com investimento de R$ 5 milhões da ImunoScan/Biogenetics e R$ 700 mil do MCTI.

O teste da saliva apresenta diferenciais em comparação aos testes convencionais utilizados atualmente, inclusive o RT-PCR, considerado padrão ouro para diagnóstico da Covid-19. O Covid-Express não requer o uso de insumos como swabs (espécie de cotonete que se coloca no nariz no RT-PCR) e reagentes, detecta a presença do vírus e também dos anticorpos (podendo substituir o RT-PCR e o teste sorológico, quando validado), tem baixo custo, além de reduzir o risco de contaminação de profissionais de saúde e permitir a farmacovigilância após a vacinação, indicando a ausência ou a presença de proteção vacinal.

Qualquer pessoa pode fazer o Covid-Express, independentemente do período de aparecimento ou não de sintomas da Covid-19. “O teste de Covid pela saliva é simples e não-invasivo. A pequena amostra de saliva é coletada pelo próprio paciente, e o resultado fica pronto em dois minutos. Fora a vantagem de detectar o vírus e os anticorpos ao mesmo tempo”, explica a professora Maira Galdino da Rocha Pitta, pesquisadora do Nupit.

Em breve, o Núcleo iniciará os testes com amostras vindas dos municípios pernambucanos que participam do convênio entre UFPE e Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). De acordo com Maira Rocha Pitta, os kits de coleta já foram distribuídos às cidades pernambucanas que fazem parte da parceria, como Arcoverde e Sertânia. Quando o Covid-Express for validado pela Agência Nacional de Saúde Anvisa, o Nupit poderá realizar, em média, 500 testes por dia.

RT-PCR – Além do exame Covid-Express, o Nupit continua realizando o teste RT-PCR para detecção da Covid-19, a partir das demandas advindas dos convênios assinados pela UFPE. Ao longo da pandemia do novo coronavírus, a Universidade já fez mais de 75 mil testes RT-PCR, participando da rede de Laboratórios de Campanha MCTI. Além disso, é no Núcleo que ficam os ultrafreezers e câmaras frias que a UFPE está disponibilizando para armazenamento de vacinas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here