Como superar a morte de um pet? Está cada vez mais frequente, que os tutores busquem o serviço de cremação, para garantir uma despedida digna aos bichinhos

0
A estudante de Nutrição Priscila Aureliano, perdeu a gata Nina, em agosto, após complicações decorrentes de um problema renal, e recorreu ao serviço de cremação.

Rituais funerários são importantes para auxiliar as famílias na adaptação ao luto

Quando ocorre o falecimento de um animal de estimação, o luto pode ser tão intenso como nos momentos de perda de um familiar. Afinal, sabemos que animais de estimação criam um vínculo muito intenso com seus tutores, tornando-se parte da família com a mesma afetividade dispensada aos parentes mais próximos. Quando ocorre a morte de um pet, é cada vez mais frequente que seus tutores busquem o serviço de cremação para garantir uma despedida digna aos bichinhos.

A psicóloga do Grupo Vila, Mariana Simonetti, explica que o luto é um processo de rompimento de vínculo e a perda de um animal de estimação, principalmente quando já faz parte da vida de alguém há muito tempo, “pode ser manifestada com tristeza, saudade e dor. Existe certo estranhamento de algumas pessoas que não têm relação com animal de estimação sobre esse comportamento de sofrimento quando se perde um animalzinho. É um luto que deve ser legitimado, com certeza”, ressalta Mariana.

A estudante de Nutrição Priscila Aureliano, perdeu a gata Nina, em agosto, após complicações decorrentes de um problema renal e recorreu ao serviço de cremação do Vila Pet, primeiro crematório especializado para animais de Pernambuco, uma empresa do Grupo Vila.“Optamos pela cremação porque é a forma correta de se despedir de um pet. Sepultar um pet é um crime ambiental e não é moralmente correto. Nina era como um membro da família. Não devemos nos despedir de um membro da família de qualquer forma. Até meu pai cuidou dela quando estava doente”, destaca.

A decisão do aeroviário Bernardo Falcão em cremar a cadela Casquinha demonstra que a prática tem sido cada vez mais difundida no mundo para garantir aos pets uma despedida segura e sustentável. “Optei pela cremação porque a Casquinha era especial para mim e também para eu guardar as cinzas dela como lembrança para sempre. A possibilidade de ser incinerada não é algo que eu queria para um ente querido e para mim ela faz parte da minha família’’, revela.

A decisão do aeroviário Bernardo Falcão, em cremar a cadela Casquinha, demonstra que a prática tem sido cada vez mais difundida no mundo, para garantir aos pets uma despedida segura e sustentável.

A cerimonialista do Vila Pet, Jacyane Câmara, descreve que percebe o grande carinho de tutores com seus animais de estimação. Por isso, tratam o luto animal com a atenção que as famílias necessitam nesse momento da perda. “Ao falecer um pet, os donos nos contatam para o serviço de cremação. Fazemos o traslado da casa do cliente, proporcionamos a despedida junto à família, desde a cremação até a entrega de cinzas. Algumas vezes realizamos essa entrega na casa da família. Também buscamos priorizar o acolhimento aos donos dos pets nesse momento tão difícil para eles”, explica a cerimonialista.

A psicóloga Mariana defende que a superação do luto deve ser compreendida e tratada com o tempo. Ela aconselha que é preciso vivenciar e compreender para poder continuar seguindo a vida. “O luto é singular, então não tem uma receita. O importante é aceitar o momento, que é um processo de dor e de saudade e que com o tempo, a partir do momento em que reconhecemos esses sentimentos e convivemos com eles, conseguimos atribuir às pessoas ou aos animais que já faleceram em um lugar significativo em nossas vidas”, finaliza.

Crematório para animais

O Vila Pet entrou em funcionamento em Pernambuco no final de 2019 e foi desenvolvido com base em pesquisas que constataram a grande dificuldade que as pessoas possuem hoje em dia de resolver trâmites quando um animal de estimação morre. O objetivo é proporcionar uma despedida digna aos animais de estimação que, para muitas pessoas, são como membros da família. O Vila Pet conta com urnas especiais para este segmento. O forno apresenta uma tecnologia de ponta e totalmente brasileira, possui sistema inteligente de baixo consumo de gás, monitoramento contínuo dos gases e software exclusivo de gerenciamento da cremação, que garante a excelência no desempenho. Os tutores recebem as cinzas em até dez dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here