Jovem pernambucano publica livro na Amazon, que chega na primeira semana, ao top 5 de ficção científica alienígena

0
O estudante de Direito e formado em Jornalismo, Gabriel Marques, 24, sob o pseudônimo de escritor de Nikola Lynn, publicou o romance de ficção científica e aventura "O Garoto Sem Nome" em sua versão virtual, na plataforma Amazon, em parceria com a editora Splash.

A obra, que agora está disponível no Catarse, é o primeiro passo para a construção de um vasto universo literário

Após quase três anos de produção, o jovem pernambucano Gabriel Marques, 24, sob o pseudônimo de escritor de Nikola Lynn, publicou o romance de ficção científica e aventura “O Garoto Sem Nome” em sua versão virtual, na plataforma Amazon, em parceria com a editora Splash. Logo na primeira semana, a obra chegou ao Top 5 da plataforma, na categoria ficção científica alienígena, e ainda figurou no ranking de ação e aventura. Agora, o livro chega ao Catarse, site de financiamento coletivo, com o objetivo de conseguir apoio para a publicação física. Quem apoia, além de poder garantir o exemplar, pode ganhar algumas recompensas – como bottons, canecas, cartazes e até participação em oficinas.

“Já faz tempo que tenho a leitura como hobbie principal. Acredito que todos somos leitores em potencial, mas alguns de nós estamos adormecidos, esperando a obra certa, ou as circunstâncias corretas, para embarcar em alguma viagem no campo das ideias dos livros, sejam ficcionais ou não, e se apaixonarem para sempre. É um caminho sem volta. Depois de consumir muitas obras como leitor, principalmente de ficção científica, cheguei à conclusão de que queria fazer minhas próprias contribuições para despertar novos leitores e, quem sabe, novos escritores também. Pois, se todos somos leitores em potencial, também todos somos escritores em potencial”, comenta o autor.

“O Garoto Sem Nome” trabalha com ideias como invasões extraterrestres, abduções, realidades alternativas, múltiplos universos, entre outras. Para projetá-la, Lynn teve inspiração direta em grandes nomes e títulos da ficção científica, como “O Guia do Mochileiro das Galáxias” (Douglas Adams), “Eu Sou a Lenda” (Richard Matheson) e até no clássico “Frankenstein” (Mary Shelley), considerada a primeira obra de ficção científica publicada, no ano de 1808.

Além de “O Garoto Sem Nome”, outros títulos do universo literário “Mundos Ocultos” já estão em desenvolvimento. “Apesar de contar com poucos recursos, acredito muito no poder transformador da leitura. Também acredito que, se tenho alguma contribuição a fazer neste mundo, deve ser ajudar a difundir essa transformação, da forma que eu puder”, complementa.

O livro físico de “O Garoto Sem Nome” está com previsão de lançamento para o início de 2021, futuramente disponível no site da editora Splash (ainda em desenvolvimento) e também nas redes sociais do autor e da saga Mundos Ocultos. Os interessados já podem apoiar o projeto no Catarse através do link https://www.catarse.me/projects/126369.

SINOPSE

Benjamin Sorbonne é um jovem adulto que carrega um grande trauma de infância, da noite em que foi supostamente sugado por uma resplandecente luz no céu. Benjamin acha que pode ter sido vítima de abdução, mas suas memórias fragmentadas fazem com que seja impossível haver uma certeza. O maior problema disso tudo é que, independente do que tenha acontecido naquela noite esquisita, a partir de então ele se tornou diferente, a nível físico e mental. Enquanto tenta compreender melhor a sua própria condição e o que realmente aconteceu consigo, bem como ter que lidar com outros problemas que lhe surgem, Benjamin conhece um garoto, com um passado obscuro, que precisa de ajuda para reencontrar os pais. No entanto, tentar ajudar o garoto vai arremessá-lo em uma espiral vertiginosa de novos problemas, desafios e questões sobre si mesmo, e sobre as pessoas que ama, o que pode remodelar todas as crenças que possui sobre a vida, o Universo e todas as coisas.

SOBRE O AUTOR

Estudante de Direito e formado em Jornalismo, Gabriel Marques (Nikola Lynn) já escreve histórias desde os 12 anos, porém utilizando personagens já consagrados na ficção (o que se chama de “fanfics”) para compartilhar em fóruns na internet. Só quando fez 22 anos é que decidiu que era hora de se aventurar criando histórias próprias, com personagens concebidos por ele, em uma saga de livros conectados que marcaria um universo literário chamado “Mundos Ocultos”. “O Garoto Sem Nome” é o primeiro título da referida saga, composta por obras que, segundo o autor, buscam atiçar a imaginação e entreter ao mesmo tempo em que provocam questões filosóficas e existenciais.

REDES SOCIAIS

Instagram: @lynnnikola (autor), @saga.mundosocultos (projeto literário) e @editorasplashpage (editora).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here