Paulo Câmara abre Conferência Brasileira de Mudança do Clima 2021

0
Foto: Aluisio Moreira/SEI

Até 1° de outubro, evento terá mais de 30 mesas, debates e painéis, todos transmitidos gratuitamente pelo canal do Instituto Ethos no YouTube

O governador Paulo Câmara abriu, na manhã desta segunda-feira (27.09), a terceira edição da Conferência Brasileira de Mudança do Clima. O evento, realizado por videoconferência, promoverá cincos dias de diálogo, em âmbito nacional, sobre os caminhos para a retomada do necessário compromisso climático firmado pelo Brasil. Pernambuco estará no centro dos debates sobre os pactos para neutralizar as emissões de carbono e pelo cumprimento da Carta da Abema, assinada pelos Estados em 2019.
 
“Pernambuco está comprometido em alcançar a neutralidade das emissões de gases de efeito estufa até 2050. É um movimento que deve crescer cada vez mais em todos os níveis de governo. Todos os setores da sociedade devem incorporar essa meta, para que possamos promover a mudança requerida, garantindo um futuro próspero para as próximas gerações”, destacou Paulo Câmara.
 
Até 1° de outubro, serão realizadas mais de 30 mesas, debates e painéis, todos transmitidos gratuitamente pelo canal do Instituto Ethos no YouTube. Com dois dias a mais este ano, a programação reflete a urgência que a agenda do meio ambiente e clima tomaram no cenário nacional, bem como o esforço e a união dos governos subnacionais (Estados e municípios), ONGs, comunidade científica, movimentos sociais e setor privado pela reversão dos problemas.
 
De acordo com o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti, o cenário nacional colocou Pernambuco numa posição ainda mais desafiadora. “A Conferência Brasileira de Mudança do Clima é uma resposta a isso, trazendo um trabalho sério, articulado por toda sociedade brasileira que deseja honrar os compromissos assumidos no Acordo de Paris. Tem sido uma experiência enriquecedora atuar como correalizadores da conferência e elevar o papel dos governos subnacionais para a implementação da agenda climática”, ressaltou.
 
De organização coletiva, a conferência tem como correalizadores 25 instituições. Entre elas, o Instituto Ethos, Governo de Pernambuco, Centro Brasil no Clima, Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), FGV/EAESP, iCS, Iclei, Prefeitura do Recife, KAS, The Climate Reality Project Brasil e Youth Climate Leaders. Desde a primeira edição presencial, no Recife, em 2019, a conferência tem sido uma oportunidade de promover o diálogo sobre como retomar a trilha da responsabilidade climática, da participação da sociedade, da consolidação de pactos internos, de fortalecimento e de ampliação da agenda de mudança do clima.
 
A abertura da conferência foi transmitida ao vivo, no canal do Instituto Ethos no Youtube, com a participação do diretor-presidente do Instituto Ethos, Caio Magri; a coordenadora de Política e Justiça Climática no Climate Reality, Flávia Bellaguarda; a diretora executiva do Instituto Clima e Sociedade (iCS), Ana Toni; e a coordenadora de projetos da KAS Brasil, Ana Abreu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here