Policiais Civis de Pernambuco cruzaram os braços nesta manhã

0
Foto: Sinpol divulgação

Policiais Civis de Pernambuco cruzaram os braços nesta quarta-feira (15), desta vez incluindo também os serviços do Instituto Médico Legal (IML), setor responsável pelas perícias e liberação de corpos

Na  manhã de hoje, quarta-feira (15), das 8h às 12h, ocorreu  o Lockdown da Polícia Civil, com a suspensão das atividades em todo o Estado de Pernambuco. Após o meio-dia, os Policiais Civis retomaram  às atividades, porém dentro da Operação Padrão. Durante o período do movimento os Policiais Civis cruzaram os braços e diversos serviços foram suspensos, como: Liberação de Corpos (IML), Confecção de Boletim de Ocorrência (BO), lavratura de flagrante, lavratura de TCOs, intimações, depoimentos, interrogatórios, ouvidas, investigações, cumprimento de mandados de prisão, e todo e qualquer serviço, ordinário ou extraordinário dentro das delegacias.  De acordo com o SINPOL-PE a adesão do movimento pela categoria  foi de 100%.

Todas as Unidades de Polícia do Estado tiveram  os serviços suspensos, havendo mobilizações em vários pontos do Estado, principalmente nas regiões pólo, como Recife, Caruaru, Garanhuns e Petrolina. No Recife, a concentração principal foi na DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), localizada no bairro do Cordeiro, com faixas e cartazes, além de uma campanha de doação de sangue e arrecadação de alimentos.

No final da manhã,  desta quarta-feira,  a diretoria do SINPOL-PE fez um balanço da Ação, dando uma coletiva de imprensa na Sede da Central de Plantões da Capital (CEPLANC), em Recife.

“Este é o momento em que a categoria está unida e focada no movimento. Do litoral ao sertão a grandiosidade da  Ação, da nossa categoria que tem  consciência de classe. O tamanho do movimento quem diz somos nós, e o Governo vai ter que entender esse recado”,  orgulhoso da repercussão do ato, enfatizou o Vice-Presidente do SINPOL-PE, Marsal Sobreira.

“Agradecemos primeiramente a  adesão da categoria que  foi massiva, entendendo que este movimento não é pessoal de ninguém, mas sim de todos. Hoje demos mais um passo muito sólido rumo à  nossa justa valorização, para que o Governo do Estado nos ouça e faça o que ele tem obrigação de fazer: negociar, sentar e discutir, para aprimorar os serviços e acabar com a clandestinidade funcional, para que possamos atender mais e melhor a população e tenhamos um mínimo de dignidade”, destacou o Presidente do SINPOL-PE, Rafael Cavalcanti.

O SINPOL-PE informa que os Policiais Civis  de Pernambuco seguem em Operação Polícia Cidadã, mobilizada nas bases até o momento que o Governo do Estado dialogue e dê a justa valorização da categoria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here