Prefeito João Campos é taxativo: “Não vamos aceitar que a população do Recife fique sem a vacina da Covid-19”

0
Foto: Rodolfo Loepert

Caso o Ministério da Saúde não faça aquisição de vacinas, Recife terá um plano de vacinação própria, garantiu o prefeito

No primeiro dia útil de trabalho na Prefeitura do Recife, que começou com visita à comunidade Irmã Dorothy, na manhã desta segunda-feira (04), o prefeito João Campos também teve despacho com a secretaria de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque para tratar sobre a vacina da covid-19 no Recife. Na ocasião o prefeito garantiu que o Recife terá vacina e reforçou que é a única forma de superar a pandemia. O prefeito ainda comunicou que na próxima quinta-feira (07) acontecerá uma reunião com o Comitê Técnico-científico de Vacina do Município e a Secretaria de Saúde para discutir os próximos passos no enfrentamento ao coronavírus no Recife.

“A gente criou um comitê, ainda no mês de dezembro, específico para a vacina. E teremos reunião nesta quinta-feira, do comitê, com a Secretaria de Saúde e com a minha participação, para a gente poder definir os próximos passos que serão dados ao longo dessa primeira quinzena. Nosso foco vai ser a vacina. Conseguindo a vacina, a gente consegue vencer a pandemia, que é o grande problema que está batendo nas portas de toda a família recifenses”, enfatizou o prefeito.

João Campos ainda explicou que o comitê e a Prefeitura trabalham em duas frentes: uma de diálogo com o Ministério da Saúde, dentro do Programa Nacional de Imunização (PNI). Caso esse diálogo não avance, o Recife terá plano de vacinação próprio contra a covid-19.

“O comitê ficou com duas atribuições imediatas; uma é interlocução com o PNI, que é um plano coordenado pelo Ministério e, na teoria, o Ministério deveria fazer todas as aquisições e distribuições de vacinas para todo o Brasil, como faz para outras doenças. Mas também a gente lança o segundo eixo, que é o plano próprio de vacinação do Recife. Caso o Ministério não faça aquisição de vacinas, nós teremos a autonomia e iniciativa de poder fazer pelo município. O que a gente não vai aceitar é que a população do Recife fique sem a vacina. Isso é inaceitável, por isso nós vamos ter a iniciativa própria de comprar e distribuir, se assim for necessário”, garantiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here