Pronide completa 25 anos de atividades de inclusão de pessoas com deficiência e autistas pelo esporte

0
Atletas com deficiência praticam atividades físicas e lúdicas.

Iniciativa é vinculada à Secretaria de Gestão do Esporte e Lazer (Segel) da UFPE, antigo Núcleo de Educação Física e Desportos (Nefd)

A superação por meio do esporte é o que move o Programa de Iniciação ao Desporto Especial (Pronide), que completou 25 anos de existência, este mês. Ao longo de mais de duas décadas, o programa já beneficiou centenas de pessoas com deficiência e autistas, bem como seus familiares, promovendo a saúde, a qualidade de vida e a inclusão social. A iniciativa é vinculada à Secretaria de Gestão do Esporte e Lazer (Segel) da UFPE, antigo Núcleo de Educação Física e Desportos (Nefd).

O Pronide realiza atividades esportivas e lúdicas que promovem o desenvolvimento psicomotor, a socialização, a inclusão e a integração de pessoas com deficiências auditivas, visuais, físicas e intelectuais, síndrome de down, além de pessoas com transtorno do espectro autista (TEA). São disponibilizadas gratuitamente as modalidades de atletismo, natação, bocha adaptada, futsal e voleibol. Também são realizadas atividades de dança, recreação e team leader. Em média, 200 pessoas são atendidas rotineiramente, ao longo de cada ano, e muitas delas são usuárias há anos – algumas, inclusive, participam desde o início do programa.

De maneira integrativa, as ações ainda envolvem os familiares dos usuários. “As famílias estão sempre presentes; as famílias estão sempre participando, vivenciando, confraternizando. E eu acho que essa é uma característica importante”, ressalta o professor Vilde Menezes, diretor da Segel.

“Do ponto de vista social, [o programa] proporciona aos usuários a oportunidade de poder praticar atividades físicas e de lazer, garantindo uma melhor socialização, integração, acessibilidade, inclusão, não só os alunos como os próprios familiares”, explica o coordenador do programa, Luiz Carlos de Araújo. O Pronide também traz ganhos à formação acadêmica dos estudantes de graduação participantes da iniciativa, numa experiência capaz de preparar o futuro profissional para atuação neste contexto.

“É um programa que tem uma estrada, uma contribuição social muito forte da Universidade para a sociedade. E destaca-se também o fato de ser um programa que atende crianças e adolescentes de toda a região metropolitana do Recife e também de alguns interiores do estado”, diz o professor Vilde Menezes.

Atualmente, a equipe do Pronide é composta por um professor, um técnico administrativo e 20 estudantes (estagiários e voluntários) de cursos como Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Iniciado no dia 13 de maio 1996, o programa faz parte da Política de Esporte da UFPE.

Pessoas interessadas na participação em atividades do Pronide podem falar com a equipe do programa nos contatos abaixo. O atendimento é para todas as idades.

Mais informações
Pronide
(81) 2126.8462

pronide.cael@hotmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here