RECIFE: Centro de Referência Clarice Lispector ganha nova sede, e passa a oferecer atendimento presencial 24 horas

0
Foto: Rodolfo Loepert/PCR

Ação marca os 15 anos da Lei Maria da Penha, um marco para coibir a violência doméstica e familiar contra as mulheres. O prefeito João Campos inaugurou o novo Centro no fim da manhã desta sexta-feira (6)

No Brasil, a Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, foi um marco para coibir a violência doméstica e familiar contra as mulheres. Para marcar os 15 anos da criação da legislação e do Agosto Lilás, a Prefeitura do Recife, por meio Secretaria da Mulher do Recife, dá mais um passo importante para as ações de prevenção e enfrentamento à violência. O Centro de Referência Clarice Lispector ganhou uma nova casa e agora passa a oferecer atendimento presencial 24 horas e pernoite para as mulheres em situação de violência doméstica e sexista. O prefeito do Recife João Campos inaugurou o espaço, um sonho antigo de muitas mulheres, no fim da manhã desta sexta-feira (6).

“A gente está inaugurando hoje o novo Centro Clarice Lispector que faz o atendimento e o acolhimento à mulher em situação de violência. Com essa inauguração, a gente conseguiu um espaço mais amplo tanto para a equipe que trabalha, mas sobretudo para quem aqui vai ter uma oportunidade de acolhimento. E a gente hoje realiza um sonho antigo de tornar o Centro Clarice Lispector um centro 24 horas com acolhimento também, dando a possibilidade para a mulher em situação de violência poder ter uma abrigamento emergencial, poder pernoitar aqui até ter o atendimento definitivo no abrigo. Com isso, a gente dá um passo importante mas ainda não o suficiente”, disse João Campos.

“A gente precisa garantir que todas as mulheres do Recife tenham o direito, o respeito da vida em paz e tranquila. Então, com isso, a gente dá um passo importante, quero aqui parabenizar toda a equipe da secretaria da Mulher, em nome da secretária Glauce, parabenizar toda a equipe que está aqui presente: psicólogas, assistentes sociais, a equipe do administrativo, todo mundo que coloca a sua vida à disposição de cuidar da nossa cidade e fazendo tudo com muito amor e com brilho no olho. A gente pode ver aqui pessoas emocionadas, felizes, de poder contar com esse espaço e, mais do que um espaço organizado, poder fazer aquilo com gosto e com amor”, finalizou o gestor municipal.

O Centro de Referência Clarice Lispector passa a funcionar na Rua Doutor Silva Ferreira, 122, no bairro de Santo Amaro. O centro, que completa 20 anos, vai contar com uma equipe multidisciplinar com seis psicólogas, cinco advogadas, três assistentes sociais e uma educadora social. O atendimento acontece das 7h às 19h, além do horário estendido do plantão da pernoite, com as educadoras sociais. O investimento anual no novo espaço será em torno de R$ 227 mil, que envolve custos com locação, pessoal e mobiliário.

“Hoje, véspera do aniversário de 15 anos da Lei Maria da Penha, a Prefeitura do Recife entrega, às mulheres do Recife, um centro de referência de atendimento à mulher em situação de violência, o Centro de Referência Clarice Lispector, que passa a atender às mulheres 24 horas por dia. O atendimento e acolhimento que já aconteciam e eram referência, mas que não funcionavam aos finais de semana e nem nos períodos noturnos, agora vai ser em tempo integral para as mulheres do Recife que estiverem em situação de violência”, declarou a secretária da Mulher do Recife Glauce Medeiros. “Com a necessidade de garantir o atendimento por 24 horas, o Clarice mudou de endereço, e com essa mudança, além de poder atender às mulheres com esse horário ampliado, nós também passamos a ter uma capacidade maior, dobrou a nossa capacidade de atendimento às mulheres que precisam de psicoterapia, que são usuárias dos nossos serviços”, acrescentou.

Com a mudança, as mulheres poderão passar a noite com segurança e conforto no espaço – que terá quarto para repouso, refeição, espaço para higiene e, inclusive, berços, no caso de estarem acompanhadas de bebês. No dia seguinte, elas são encaminhadas para casas abrigo, quando necessário, ou para a rede de assistência social. Por noite, o Clarice poderá abrigar até quatro mulheres.

Com o processo pandêmico, a violência contra a mulher tem aumentado diante da maior convivência entre algoz e vítima. A violência doméstica se caracteriza no ambiente familiar e sexista, nos espaços de trabalho ou urbanos. De janeiro a maio de 2021, o centro atendeu 248 mulheres. Atualmente o Clarice realiza aproximadamente 50 novos atendimentos por mês. Também atende e encaminha para os serviços mulheres de outros municípios pernambucanos e até de outros estados.

Na última terça-feira (3), a Secretaria da Mulher realizou a descentralização do Centro de Referência Clarice Lispector que agora atende nos Compaz Eduardo Campos, no Alto Santa Terezinha; Dom Helder Camara, no Coque; e no Ariano Suassuna, no Cordeiro. Para inaugurar a expansão, o prefeito do Recife João Campos esteve no Compaz do Alto Santa Terezinha, e conferiu de perto a Sala da Mulher do local. As Salas da Mulher de cada Compaz vão ser responsáveis pelo primeiro acolhimento das cidadãs; o atendimento e o acompanhamento posteriores poderão ser feitos também na sede do Centro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here