RECIFE: Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua, é marcado com várias ações realizadas pela Prefeitura

0
Foto~: Daniel Tavares

Medidas têm como objetivo diminuir as desigualdades das pessoas em situação de rua

O Dia Nacional de luta da População em Situação de Rua é celebrado amanhã (quinta-feira, 19), mas a Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Juventude e Políticas sobre Drogas (SDSDHJPD), em parceria com a Secretaria de Saúde do Recife (Sesau), organizou uma programação em alusão à data de forma antecipada, começando nesta quarta-feira (18) com vacinação, distribuição de kit de saúde bucal, atualização de cadastro único e muitas outras medidas para diminuir ampliar a acolhida a esta população.

Na Praça de Boa Viagem, das 9h às 13h, cerca de 50 pessoas cadastradas pela Prefeitura do Recife, participaram da ação, que começou com um café da manhã, seguido de vacinação contra gripe (influenza), distribuição de kit de saúde bucal, atendimento e escuta qualificada e atendimento de Cadastro Único. A ação contou com equipes do Consultório na Rua e do Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS).

De acordo com Camila Borges, chefe de Divisão dos Serviços para a População em Situação de Rua do Recife, o Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua também tem como objetivo sensibilizar a todos quanto à luta dessa população em favor de seus direitos e conquistas. A data foi instituída em memória ao acontecimento conhecido como “Massacre da Sé”, em 2004, no qual sete pessoas foram assassinadas e oito ficaram gravemente feridas enquanto dormiam na região da Praça da Sé, capital paulista.

Camila ainda destaca que a atual gestão está preocupada com as pessoas em vulnerabilidade social e procura combater a desigualdade social por meio da promoção de oportunidades. Neste dia, a Prefeitura do Recife dialoga sobre o processo histórico e político que envolve a luta pela garantia de direitos e das políticas públicas que atendem a população em situação de rua. “Reafirmamos nosso compromisso no enfrentamento aos estigmas que cercam as pessoas em situação de rua, no diálogo com a sociedade civil e na expansão de serviços e programas que beneficiem as pessoas do grupo em questão”, ressalta Camila Borges.

Na quinta-feira(19), a programação se estende a outros pontos da cidade. No Centro POP Glória, localizado na Rua Bernardo Guimarães, 135, em Santo Amaro, a previsão é atender pelo menos 80 pessoas também já cadastradas e no Centro POP Neuza Gomes, Rua Doutor João Coimbra, 66, bairro da Madalena, espera-se receber 50 pessoas. Nesse dia, o grafiteiro Téo Armando vai imprimir sua marca nas paredes do Centro. Nos dois Centros POP, das 9h às 12h, as pessoas em situação de rua serão vacinadas contra gripe e receberão mantas e camisas, além de participarem de palestras alusivas ao dia. A programação se encerra no Abrigo Noturno Irmã Dulce, a partir das 19h, com vacinação contra gripe e também contra Covid-19, além de palestras e entrega de camisas.

AÇÕES CONTÍNUAS – O Recife se tornou a primeira capital do Brasil a implementar a Política Municipal de Atenção Integral à Saúde da População em Situação de Rua (PSR). Um documento publicado em maio deste ano traz uma série de definições que norteiam a preparação da rede municipal de saúde para garantir, de forma equânime, o acesso dessa população ao Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente, o município possui cerca de 1,6 mil pessoas em situação de rua cadastradas e mantém 15 unidades de acolhimento institucional para pessoas em situação de rua, além de dois restaurantes populares e dois Centros Pop. Recentemente, a Prefeitura do Recife lançou o Programa Recife Acolhe, cujo objetivo é garantir a ampliação e reforço das ações socioassistenciais já existentes, além de viabilizar a execução de novos projetos nos eixos de moradia, segurança alimentar, empregabilidade, doações e ações institucionais. Apesar do contexto de vulnerabilidade e estigmatização, a população que vive em vulnerabilidade nas ruas do Recife não é esquecida pela Prefeitura. Equipes do Serviço Especializado em Abordagem Social de Rua (SEAS) atuam diariamente de forma itinerante entre os lugares onde há maior incidência de pessoas em situação de rua. As equipes atendem essas pessoas com uma escuta ativa, oferecendo acolhimento institucional, aluguel social e outros serviços da rede de proteção social e garantia de direitos, que é formada por profissionais da Assistência Social, da Saúde e da Política sobre Drogas do Recife.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here