RECIFE: Restaurante Popular Naíde Teodósio é reinaugurado com novas instalações

0
Foto: Rodolfo Loepert/PCR

Novo espaço é mais amplo e permite maior segurança na aplicação dos protocolos de segurança para a Covid-19. Ação faz parte do Programa Recife Acolhe, e o prefeito João Campos fez a entrega do restaurante que irá ofertar 750 refeições diariamente

Para garantir segurança alimentar, saúde e conforto na hora da refeição para pessoas em situação de rua, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Juventude e Políticas sobre Drogas, reinaugurou, nesta segunda-feira (2), o Restaurante Popular Naíde Teodósio, que agora é maior e funciona em novo endereço no mesmo Bairro de Santo Amaro. A ação faz parte do Programa Recife Acolhe. O novo equipamento está funcionando na Rua Afonso Costa, número 212 C, com capacidade para ofertar 750 almoços diariamente, das 11h às 14h. O prefeito do Recife João Campos conferiu de perto as instalações e o atendimento no restaurante.

“A gente hoje dá um passo muito importante na cidade que é a reabertura do restaurante popular Naíde Teodósio. Ele está agora num novo endereço, numa instalação maior, é o maior restaurante popular da nossa cidade, fica aqui no bairro de Santo Amaro. São 750 refeições diárias que serão doadas para pessoas que estão em situação de rua, todos cadastrados, com entrada com biometria para acessar o restaurante para a gente garantir que quem mais precisa na cidade vai ter logo o nosso acolhimento. Com a reabertura do Naíde Teodósio, a gente volta ao número de dois restaurantes na cidade e a gente tem plano de expansão”, declarou o gestor municipal depois de conversar com os trabalhadores que atuam no local e com as pessoas beneficiadas com o almoço.

O Recife conta com dois restaurantes populares, ambos inaugurados em 2019. Juntos, eles já contabilizam aproximadamente 700 mil refeições entregues à população mais vulnerável desde suas aberturas. “É muito importante a reabertura desse restaurante para as pessoas em situação de rua, nós estamos trazendo a garantia da segurança alimentar que é tão importante e vital para a saúde e a qualidade de vida dessas pessoas. Então a gente acredita que está contribuindo na garantia da segurança alimentar porque dentro do Recife Acolhe a gente traz vários eixos e um dos eixos é a segurança alimentar; tem a moradia, o acesso ao emprego, a questão da educação, a formação, a parte de legislação que é tão importante, a gente vai fazer um novo diagnóstico da população em situação de rua”, comentou a secretária de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Juventude e Políticas sobre Drogas, Ana Rita Suassuna.

Em dezembro de 2019, a Prefeitura do Recife inaugurou dois restaurantes populares: o Naíde Teodósio, no bairro de Santo Amaro, e o Josué de Castro, no bairro de São José. O objetivo do serviço é oferecer refeições gratuitas para a população que vive em vulnerabilidade social e insegurança alimentar, em especial às pessoas em situação de rua. Juntos, os equipamentos têm capacidade para ofertar até 1,7 mil refeições todos os dias, sendo 1,5 mil almoços e 200 jantares, ambos funcionando das 11h às 14h, e o Josué de Castro funcionando também das 18h às 20h.

Em meados de abril de 2020, o funcionamento do Restaurante Naíde Teodósio foi suspenso por orientação da Vigilância Sanitária, devido à pandemia. Dessa forma, o Restaurante Popular Josué de Castro absorveu a capacidade máxima das refeições, que passaram a ser distribuídas no formato de quentinhas. Paralelamente, equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) iniciaram a distribuição itinerante de refeições nas áreas mais descentralizadas na cidade.

O novo endereço do restaurante é mais central e viabiliza uma melhor organização das filas, que serão prioritária e não prioritária. A entrada do equipamento será via catraca e reconhecimento facial, além de espaço para recepção e sala para cadastramento e atendimento dos usuários. O refeitório é mais amplo, podendo acomodar até 72 pessoas, conforme orientação da Vigilância Sanitária.

Josevildo da Silva, 56 anos, foi uma das pessoas que foram ao Naíde Teodósio para adquirir o almoço. “Estou aqui no almoço, no restaurante que inaugurou hoje aqui. Tem sobremesa, suco, feijão, arroz, carne. Agora tem dois restaurantes, agradeço ao prefeito da cidade do Recife por fazer essa caridade para os moradores de rua, eu estou também no abrigo Irmã Dulce. Achei ótimo o cardápio de hoje, melhorou bastante. Agradeço a todos da Prefeitura do Recife. Agradeço também ao Centro POP da Glória”, disse ele.

Já Rildaci Braga, 61 anos, esteve no local com o neto de 6 anos e aprovou o restaurante e a comida. “Desde que abriu essa casa abençoada, eu tenho mais é que agradecer a Deus. Deus sabe de tudo e a gente não sabe de nada. Está ótimo. Aqui é mais perto para mim”, agradeceu ela.

Para ter acesso aos restaurantes, o usuário precisa ser atendido pelos serviços da Assistência Social do Recife. O acompanhamento é comprovado na entrada, após a identificação. Caso a pessoa ainda não tenha cadastro junto aos serviços socioassistenciais, a partir daquele momento ela passa a ser acompanhada.

RECIFE ACOLHE – O Recife Acolhe é um programa guarda-chuva que pretende garantir ampliação e reforço das ações socioassistenciais já existentes, além de viabilizar a execução de novos projetos nos eixos de moradia, segurança alimentar, empregabilidade, doações e ações institucionais. Dentre as ações executáveis a curto prazo, está a reabertura do Restaurante Popular Naíde Teodósio e o lançamento do edital que visa cadastrar estabelecimentos da rede de hotelaria para ofertar 200 vagas de acolhimento para pessoas em situação de rua.

“Quando a gente lançou o Recife Acolhe, já garantiu a empregabilidade de pessoas que estavam em situação de rua e agora trabalham, inclusive na limpeza urbana da cidade, a gente também já publicou um edital para contratar 200 vagas em hotéis e pousadas do Recife para abrigar as pessoas que estão em situação de rua. E agora a gente anuncia a expansão dos restaurantes, vai vir mais expansão ainda pela frente, além de outros serviços e tudo isso faz parte do Recife Acolhe. A gente sabe que sobretudo no momento de crise é preciso cuidar de quem mais precisa e as pessoas que estão em situação de rua apresentam toda essa dificuldade que a gente vai poder dar suporte e acolhimento como o nome já diz”, detalhou João Campos durante a reinauguração.

Vídeo: Lula Carneiro/PCR : https://we.tl/t-SUYUHJXxpS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here