UFPE terá três atletas e três técnicos representando o Brasil nas Paralimpíadas em Tóquio

0

Anúncio da delegação brasileira, com 253 atletas, foi realizado no dia 6 deste mês pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB)

Três atletas e três técnicos da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), além de uma professora, vão participar das Paralimpíadas em Tóquio, que têm início no dia 24 de agosto. As atletas são Andreza Vitória, da modalidade bocha paralímpica, e Ana Cláudia e Leylane Castro, do paratletismo. O anúncio da delegação brasileira, com 253 atletas, foi realizado no dia 6 deste mês, pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

O servidor Luiz Carlos de Araújo, conhecido como Luizinho e coordenador administrativo do Complexo de Atividades Físicas e de Lazer (Cael), foi convocado como técnico da seleção brasileira de bocha paralímpica e faz parte do CPB. Além dele, o técnico Ismael Marques (paratletismo) e a assistente esportiva Poliana Silva (bocha), que auxiliam Luizinho no treinamento dos atletas paralímpicos no Cael, também foram convocados.

“A expectativa é muito grande dentro da satisfação de poder representar o nosso país neste grandioso evento”, afirma Luizinho, que participa pela terceira vez – o restante da delegação da UFPE estreia no evento este ano. “A preparação foi um pouco prejudicada devido à pandemia, porém usamos os recursos necessários para que as atletas ficassem, mesmo em trabalho remoto, com o condicionamento necessário para suas performances”, explica.

As três atletas selecionadas fazem parte do Projeto Paratleta, coordenado por Luizinho e iniciado em 2002 para proporcionar o acesso da prática esportiva à comunidade de pessoas com deficiência. Poliana Silva foi estudante de Educação Física da UFPE e monitora na bocha até assumir como técnica. Já Ismael Marques começou como staff no paratletismo até assumir como técnico.

FISIOTERAPIA – A professora Ana Paula Ferreira, do Departamento de Fisioterapia da UFPE, que participa da preparação da seleção feminina paralímpica de vôlei sentado, também faz parte da delegação. A equipe, medalhista de bronze nas Paralimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, agora se prepara para ir em busca do ouro. Saiba mais sobre o trabalho da professora com a equipe. 

DELEGAÇÃO – De acordo com a CPB, a delegação brasileira será composta por 253 atletas (incluindo atletas sem deficiência como guias, calheiros, goleiros e timoneiro), sendo 159 homens e 94 mulheres, além de comissão técnica, médica e administrativa, totalizando 422 pessoas. Jamais uma missão brasileira no exterior teve tamanha proporção. Na última edição fora do Brasil, em Londres 2012, o Brasil compareceu com 178 atletas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here