SINPOL-PE solicita ao Ministério Público do Trabalho (MPT), interdição da Delegacia de Boa Viagem

0

De acordo com o Sindicato a solicitação foi feita devido às condições precárias para o funcionamento, com o ambiente totalmente insalubre

No último dia 15, o SINPOL-PE protocolou no Ministério Público do Trabalho (MPT), um pedido de interdição da Delegacia de Boa Viagem, localizada na Zona Sul do Recife.

De acordo com o Sindicato a solicitação foi feita devido às condições precárias para o funcionamento, com o ambiente totalmente insalubre. Dentre as irregularidades, foram constatadas as seguintes:  Objetos inservíveis amontoados em locais indevidos, como nas áreas de circulação e até mesmo no alojamento; Materiais apreendidos armazenados em local destinado à circulação dos Policiais Civis; Inúmeras infiltrações e vários pontos de mofo;   Gambiarras;   Alojamento com aparelho condicionador de ar quebrado;   Materiais armazenados em sala transformada em depósito, em quantidade que inviabiliza até mesmo a entrada de servidores e  bebedouro quebrado. Além disso, vários ambientes internos da referida delegacia estão tomados por materiais apreendidos, como motos, e há um grande acúmulo de entulhos, como colchões e cadeiras quebradas.  Para que fosse realizada a faxina, os servidores da Unidade Policial fizeram uma vaquinha para contratação de pessoal.

“O Comitê Gestor do Pacto Pela Vida havia definido como uma de suas principais metas o “aumento da capacidade de investigação de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI)” no Estado. Passados mais de 11 (onze) anos do início do aludido programa governamental, a situação dos Policiais Civis no interior do Estado e na Região Metropolitana do Recife (RMR) continua a mesma: ausência de mínimas condições de conduzir uma investigação criminal criteriosa e acurada por não dispor de instrumentos, viaturas e efetivo”, considerou o Presidente do SINPOL-PE, Rafael Cavalcanti.

As condições de insalubridade violaram as normas do o Código Sanitário de Pernambuco, o Decreto Estadual nº 20.786, de 10 de agosto de 1998, que protege a saúde do trabalhador de situações insalubres, por isso foi encaminhado ofício ao MPRT em caráter emergencial.

O SINPOL-PE sempre realiza visitas em quase todas as Unidades Policiais do Estado de Pernambuco e mesmo quando não o faz, recebe inúmeros registros (vídeos e fotos) de muitos locais de trabalho, entre Delegacias, Seccionais e os Institutos de Medicina Legal.  A diretoria do SINPOL pode e pôde constatar in loco ou toma conhecimento do total descaso da Administração Pública Estadual com o cidadão e com seus servidores Policiais Civis, o que reflete diretamente na investigação e com a solução de crimes, trabalho essencial para as garantias civis e o Estado Democrático de Direito, realizados com exclusividade pela Polícia Civil.

O sindicato alerta que seguirá monitorando as condições estruturais das Unidades Policiais para que possam executar sua função com um mínimo de dignidade.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here